BAILE DE GALA... NEON!

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

BAILE DE GALA... NEON!

Mensagem por Despina em Sex Maio 01, 2015 11:11 pm

Relembrando a primeira mensagem :

O BAILE...





Jovens normais fazem besteiras, têm seus hormônios à flor da pele, agem por impulso e, muitas vezes, são rebeldes. Semideuses não são muito diferentes; em verdade, eles são piores. E não existe nada melhor do que uma boa festa para deixar que esses adolescentes pirem, pulem, pequem e se entreguem de cabeça nas emoções de uma noite que não parece ter fim.

Vamos começar com a área principal; a festa será toda produzida no pátio dos chalés, ao ar livre, tendo como decoração principal a natureza já que Deméter é a homenageada da noite. Uma grande tenda preta está envolvendo toda a área ficando a cerca de dois metros de distância de cada chalé. A sua entrada fica voltada para a direção da entrada do acampamento, como se ali fossem esperados mais do que seres como os harmoniosos semideuses. O caminho para se chegar é iluminado por uma passarela de luz branca que pode cegar a quem olhar para ela por muito tempo; sua verdadeira intenção era chamar atenção e despertar ainda mais a curiosidade de saber como deve ser dentro.

Tal caminho segue para a entrada da tenda, onde podemos ver a pista de dança negra e, no teto, luzes imitam com perfeição as estrelas, parecendo que as próprias haviam sido colocadas ali. Há vasos com plantas que pareciam ter sido pegas em planetas aleatórios, suas cores vibrantes, que ao bater da luz negra “acendiam” chegando a refletir em quem estivesse por perto. O local parecia ser muito maior do que dava a impressão por fora: ele se estendia por um espaço tão grande que havia outros caminhos iluminados para seguir.

Mais um pouco a frente à mesa do DJ era da mais moderna e alta qualidade já vista. A musica que ali tocava dependia unicamente do semideus, uma batida constante e que suas emoções a modificavam, mas a intensão era sempre fazer com que o semideus se divirta, se anime, induzindo-o a loucuras carnais com efeitos de fumaça e papeis coloridos que saiam de acordo com a ordem do DJ.

Ao lado esquerdo do ambiente encontrava-se o bar, o diferencial é que pessoas de verdade estavam ali para servir os semideuses, barmans muito bem preparados para que a demanda de bebidas fosse atendida, não tendo um cardápio, apenas uma plaquinha dizendo “Beba, querida Alice”, envolvendo a todos na temática da loucura que ali havia. A mesa redonda de ambos os lados davam lugar aos salgados e doces, sendo uma variedade muito grande de petiscos para a decepção de alguns... Nenhum deles continha carne, tudo era 100% natural e orgânico, assim como a plaquinha ali no canto “Sem ferir ou explorar, o que a natureza oferece nós oferecemos a vocês”.

Voltemos agora aos caminhos iluminados, ambos se direcionam para o lado direito, mas se dividiam cerca de três metros antes de seu fim, um para um porta em um rosa neon muito chamativo e o outro para uma porta laranja mais discreta, porém sendo tão chamativa quanto a rosa.

Porta Rosa: Ao adentrar o espaço você logo pode ficar nos jardins, esses agora têm uma temática mais delicada, um caminho de pedras brancas e roseiras com as rosas das mais diversas cores davam lugar para um espaço totalmente romântico e especial para os pombinhos ali da festa, tendo uma fonte com uma água cristalina em seu centro, com pequenas cascatas em forma de cisnes como se Afrodite tivesse montado todo o espaço. Os bancos em mármore branco se espalhavam com uma distância considerável, dando privacidade aos casais que ali decidiram partilhar de sua noite, com o céu estrelado e uma brisa fresca, tendo como aroma principal o perfume da sua companhia.

Porta Laranja:  Essa é para os menos preocupados em conquistar e mais, sim, em pegar, um quarto branco com a luz negra forte deixando o ambiente arroxeado, com puff’s coloridos espalhados por todo o lugar, com pinturas psicodélicas envolvendo a personagem Alice, aquela do país das maravilhas. O lugar é espaçoso e muito bem aconchegante, ali se pode conhecer gente nova, participar de jogos como verdade ou desafio, um espaço onde seus sentidos podem se aflorar e que nada é proibido, tendo uma placa ao seu final, bem grande com a descrição “Aqui você comete os seus pecados. O que se faz no quarto, fica apenas no quarto”, portanto semideus, aqui é o único espaço onde suas merdas serão perdoadas.

INFORMAÇÕES BÁSICAS



-A festa acontece no dia 31/08.

- Eu peço que se divirtam, despreocupem-se e vivam... Mas não esqueçam, onde há semideuses há problemas... Beijos.

- A roda de Verdade ou Desafio está sendo organizada por Sofia Mirrors. Participantes, por favor, procurem-na para maiores informações.

- O tema é baile de gala neon, ou seja, arrasar no vestido e smoking, mas lembrando sempre que o destaque da noite será aquele que mais brilhar junto a decoração.

- A festa termina do dia 10/05 (off é claro), vocês tem todos esses dias para postar e se divertir.

- Lembrem-se: Uma festa como essa gera grandes surpresas...



P
A
R
T
Y
!
Não-Reclamados
Não-Reclamados
avatar
Despina
Título : Indefinido

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: BAILE DE GALA... NEON!

Mensagem por Ania van Bartz em Dom Maio 10, 2015 9:31 pm


Linkspartei



A proximidade era tamanha que Ania conseguia sentir a respiração de Jack, fitando-o fixamente nos olhos, observando cada traço de seu rosto, e a forma como cada palavra era libertada de sua  boca. Ela sorriu. As testas se tocavam. Deslizou um pouco o rosto, aproximou seus lábios do ouvido do jovem. – Tenho. – E voltou a colar seu rosto onde estava anteriormente.

Armas Levadas:

• Sabre do Vento [Bronze Celestial // Um sabre forjado em bronze celestial que é capaz de se transformar em um anel quando não está em uso. Possui a habilidade de, duas vezes por missão, cortar o ar tão rápido em seus golpes que se torna completamente invisível durante o restante do turno // Presente de reclamação de Hermes].








Progênie de Hermes
Progênie de Hermes
avatar
Ania van Bartz
Título : Indefinido
Idade : 16

Ficha do personagem
PV:
700/700  (700/700)
PM:
700/700  (700/700)
PR:
700/700  (700/700)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BAILE DE GALA... NEON!

Mensagem por Jack B. Collins em Dom Maio 10, 2015 9:37 pm

Mais perto...


Quando ela falou no meu ouvido e voltou a ficar perto, sinceramente pedi que Afrodite tivesse um pouco de pena de mim e desse a benção para eu fazer algo e acho que minha madrasta deu uma forcinha. Corri a mão por sua nuca e deixei que nossos lábios se aproximassem até tocar, num beijo breve, leve e muito desejado por mim, meus rosto estava quente, mas torci para não apanhar naquele momento.
♦ Son of Hephaestus♦ @ CG
Progênie de Hefesto
Progênie de Hefesto
avatar
Jack B. Collins
Título : Indefinido

Ficha do personagem
PV:
360/360  (360/360)
PM:
360/360  (360/360)
PR:
360/360  (360/360)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BAILE DE GALA... NEON!

Mensagem por Ania van Bartz em Dom Maio 10, 2015 9:48 pm


Linkspartei



Sentiu a mão do jovem em sua nuca. A distancia diminuía cada vez mais, até que os seus lábios encontraram os de Jack, em um beijo suave e delicado. As mãos da jovem foram levadas, inicialmente, a pontos diferentes, a direita, acariciando a lateral do rosto, a esquerda, passando da nuca até os cabelos do jovem. Aquele momento poderia se congelar.

Armas Levadas:

• Sabre do Vento [Bronze Celestial // Um sabre forjado em bronze celestial que é capaz de se transformar em um anel quando não está em uso. Possui a habilidade de, duas vezes por missão, cortar o ar tão rápido em seus golpes que se torna completamente invisível durante o restante do turno // Presente de reclamação de Hermes].








Progênie de Hermes
Progênie de Hermes
avatar
Ania van Bartz
Título : Indefinido
Idade : 16

Ficha do personagem
PV:
700/700  (700/700)
PM:
700/700  (700/700)
PR:
700/700  (700/700)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BAILE DE GALA... NEON!

Mensagem por Jack B. Collins em Seg Maio 11, 2015 7:22 pm

Um dia especial...

Quando o beijo se estendeu por mais de alguns segundos eu percebi que era um sentimento de nós dois esse beijo, afinal ela não me afastou ou algo do tipo, na verdade ela começou uma carícia em meu rosto e cabelos. Deslizei a outra mão para sua cintura a segurando de leve enquanto nossos lábios se tocavam, era algo mágico e único, nunca imaginei que ficaria tão feliz, mas o ambiente era perfeito e a companhia ainda melhor, realmente um dia especial.
♦ Son of Hephaestus♦ @ CG
Progênie de Hefesto
Progênie de Hefesto
avatar
Jack B. Collins
Título : Indefinido

Ficha do personagem
PV:
360/360  (360/360)
PM:
360/360  (360/360)
PR:
360/360  (360/360)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BAILE DE GALA... NEON!

Mensagem por Ania van Bartz em Qua Maio 13, 2015 12:06 am


Linkspartei




Cada instante parecia um infinito. Nada mais importava, somente aquele momento. Em meio a pequenas pausas e carícias, algumas palavras conseguiram ser pronunciadas: – Eu... não... disse... que... não... era... para... ter... medo. – O momento, de fato, se estendia. Aquele lugar era perfeito, a noite estava sendo perfeita.

Armas Levadas:

• Sabre do Vento [Bronze Celestial // Um sabre forjado em bronze celestial que é capaz de se transformar em um anel quando não está em uso. Possui a habilidade de, duas vezes por missão, cortar o ar tão rápido em seus golpes que se torna completamente invisível durante o restante do turno // Presente de reclamação de Hermes].








Progênie de Hermes
Progênie de Hermes
avatar
Ania van Bartz
Título : Indefinido
Idade : 16

Ficha do personagem
PV:
700/700  (700/700)
PM:
700/700  (700/700)
PR:
700/700  (700/700)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BAILE DE GALA... NEON!

Mensagem por Ágata Bertolani em Qua Maio 13, 2015 4:32 pm






Festa!

O dia havia sido, ou melhor, aqueles últimos cinco dias estavam sendo bastantes confusos. Todavia, esse em que se encontrava, havia conseguido superar todos os demais. Não, ela já não era mais uma sem nome. Sim, ela ainda não sabia como havia ido parar naquele lugar. Não, ela ainda não estava adaptada àquele louco mundo do qual fazia parte. Sim, agora ela tinha uma “casa” que não se encontrava com uma lotação esgotada. Não, ela já não era mais uma filha de indeterminações, quer dizer, pelo menos não de mãe. Sim, Ágata era a mais nova filha de Despina. Não, os filhos dessa deusa não estavam sendo muito bem vistos pela maioria dos campistas. Motivo? Não sabia. Ninguém lhe explicava nada, nada além de que ela era uma semideusa. Nem mesmo os seus irmãos tocavam no assunto, muitos até gostavam, era verdade, porém não ela, já era estranho demais não ter passado, descobrir que vivia em um mundo louco e não amigos, bem, tornava tudo mais complicado.

A psicodelia da festa havia lhe atraído. As músicas eram de seu agrado, porém, sempre que olhava para os lados, via pessoas agindo de formas diferentes, dançando de formas diferentes, era como se cada um ali estivesse ouvindo o que queria ouvir.
“Em que furada eu fui me meter?” É, a ficha dela ainda não havia caído, podia não ter memória, mas sabia o que era lenda, ficção e o que era realidade... quer dizer, achava que sabia. A droga que carregava quando saíra do quarto, era, novamente, levada até os lábios da jovem. Seus sentidos pareciam estar misturados, a noção de profundidade encontrava-se completamente perturbada, sentia as coisas imóveis se aproximando e afastando enquanto o corpo se encontrava inerte. Sorrisos iam e vinham. O corpo se movia sozinho. Não sabia se as demais pessoas, e criaturas, estavam olhando e também não se importava com isso, ninguém ali tinha nada a ver com a sua vida.  

Pensamentos perturbavam sua mente. Imagens iam e vinham, todas sem sentido. Por um segundo parou. Era como se estivesse vendo um filme em câmera lenta.
– Esse aqui não é o meu lugar. Não pode ser. – Seus membros começaram a se locomover sozinhos, desviando das pessoas reais e das imagens aleatórias que se formavam em sua mente. Não sabia o que elas significavam, mas lhe incomodavam, deixavam-na atordoada, atormentada. Quando se deu por si, encontrava-se em uma espécie de bar. – Ei, você! Por favor pode me traze... – Não havia precisado terminar a frase. O garoto que estava servindo e fazendo as bebidas não havia se virado, porém lhe trouxe um... um... bem, lhe trouxe algo. Sem excitar, levou o copo até a boca. O gosto era... era... indescritível. Não conseguia identificar nenhum sabor. Tinha-se álcool? Não sabia. Tinha-se drogas? Também não sabia. Só sabia de uma coisa: não havia bebida mais saborosa do que aquela. O líquido era colorido, a cada dois dedos tinha uma cor e um gosto, todos com algo em comum. O que? Boa pergunta.

A bebida não durou muito tempo. Não pediu outra, pois poderia estragar o gosto mágico, pois quando se repete muito algo, o mesmo se torna comum. Voltou para a pista de dança, uma espécie de fumaça tomava conta da mesma. As roupas de todos brilhavam, A tenda, acima de sua cabeça, parecia ser espelhada, devido aos inúmeros pontos brancos que se disfarçavam de estrelas. Foi quando, só então, percebeu que mais ao fundo havia duas portas: uma rosa e uma laranja, ambas neon o que as tornava bastante chamativas.
“Como eu não as vi antes.” Um sorriso foi desenhado nos lábios de Ágata, que parou entre as ambas as portas, à sua direita, estava a de cor rosa e à sua esquerda, a de coloração alaranjada. Estava indecisa, porém tinha que tomar uma escolha. Da rosa, não se ouvia barulhos definidos, já da laranja, ouvia-se muitas gargalhadas e conversas. É aqui que a diversão deve estar. Deu um passo na direção de onde estavam vindos as risadas, abrindo a porta e se deparando com pessoas jogando e se divertindo. A decoração do local parecia perfeita para o espírito psicodélico da jovem: luzes negras, puff’s coloridos com imagens ligadas a algum desenho animado que parecia ser de drogado. Seus olhos avistaram uma placa ao fundo, na mesma leu os dizeres: “Aqui você comete os seus pecados. O que se faz no quarto, fica apenas no quarto”. Fechou a porta, ficando encostada na mesma, observando o jogo acontecer. Sua maconha foi levada aos lábios enquanto analisava todos os presentes com um sorriso meio enlouquecedor.


Legenda:

Narração.
– Fala Ágata.
“Pensamento.”
Obsevação:

Postando na festa apenas para a MPP fazer um pouco mais de sentido.

post: 666notes: hey, ho, let's go!tagged: derp e derpina clothes: here!
tks, clumsy@sa!


- - - - - - - - - - ● - - - - - - - - - -

Progênie de Despina
Progênie de Despina

Ágata Bertolani
Título : Indefinido
Idade : 12

Ficha do personagem
PV:
260/260  (260/260)
PM:
260/260  (260/260)
PR:
260/260  (260/260)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BAILE DE GALA... NEON!

Mensagem por Jack B. Collins em Qua Maio 13, 2015 7:44 pm

Beijos... <3


Depois dos longos minutos ou segundos, que para mim pareceram uma eternidade, acariciei sua bochecha lhe dando um selinho e depois um novo beijo leve, para só então deixar o rosto colado ao dela com o nariz tocando o dela sem afastar muito os lábios.
- Eu acho... Que ter medo iria atrapalhar a melhor noite que já tive... Além disso eu... gostei do beijo. - Falei com o rosto voltando a ter o tom vermelho nas bochechas e um sorriso bobo na boca que logo colou à dela para um novo beijo.
♦ Son of Hephaestus♦ @ CG
Progênie de Hefesto
Progênie de Hefesto
avatar
Jack B. Collins
Título : Indefinido

Ficha do personagem
PV:
360/360  (360/360)
PM:
360/360  (360/360)
PR:
360/360  (360/360)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BAILE DE GALA... NEON!

Mensagem por Sofia Mirrors em Qui Maio 14, 2015 11:07 pm

APOCALYPTIC

AVISO SOBRE A VIDA:
Este post contém conteúdo adulto, com referências à sexo explícito. Sua classificação indicada é para maiores de dezoito anos (+18) e não me responsabilizo pelos atos de quem se dedicou a ler.

O gosto do beijo que havia dado em Samuel ainda permanecia em minha boca. Reconhecia fácil tão sabor, afinal, o gosto do álcool – e talvez de maconha, mas não sabia – era muito presente. “Estamos bêbados”, ele havia dito. E estávamos mesmo. Estávamos altos o suficiente para eu me esquecer por um instante o que eu verdadeiramente queria e, simplesmente, beijar um garoto que mal me respeitava.

Balançando a cabeça para aquela situação, perdi, por um instante, a concentração e mal pude perceber que Sarah havia socado a face do filho de Apolo. Quando o ato da mulher veio ao meu campo de visão, senti meus olhos se arregalarem e meu coração acelerar dentro de meu peito. Eu não esperava aquele tipo de reação, para ser bastante franca.

A ferocidade com a qual a menina partiu para cima de mim deixou-me um tanto apreensiva. Seus lábios percorriam meu pescoço e, mesmo que o susto anterior tivesse sido grande, o prazer que aquilo me proporcionava fizera com que me esquecesse até mesmo de como eu deveria pronunciar meu próprio nome.

O meu corpo estava colado contra o dela e todo o meu ser encontrava-se em estado de puro torpor. Suas mãos desciam e subiam por mim e quando, por fim, chegou aos meus seios, deixei aquele gemido escapar de forma baixa e seca. Ela os massageava e eu podia sentir sua raiva e seu tesão se unindo por uma causa maior.

Veio, então, a ficar frente a frente comigo, descendo seus beijos pelo meu decote enquanto apertava minhas nádegas. Ali vinha outro gemido, desta vez menos hesitante que o anterior. Onde estávamos e por que ainda não tinha minha boca em suas partes íntimas – ou ao contrário? Não sabia responder.

Ergueu-me e pude abraçá-la com as pernas, curvando-me sobre ela para que a distância entre nós se fizesse menor. Mas a sensação durou pouco, afinal, jogou-me contra um puff, pondo-me ajoelhada sobre mim. Seu corpo tocava o meu de forma extremamente prazerosa e minha mente encontrava-se completamente enevoada por tão sensação.

Senti-me no ápice da sanidade, no limite entre uma mente louca e uma sã, quando chupou a pele interna de minhas coxas. Seu rosto estava tão próximo da região sagrada que eu podia sentir o calor de sua respiração dentro de mim – uma que, tanto quanto a minha, encontrava-se ofegante o suficiente para demonstrar, em todos os níveis, o excesso de excitação que tínhamos naquele instante.

— Não... — sussurrei, em meio a um gemido, quando senti sua língua passar por cima de minha calcinha, pressionando meu clitóris em meio à ação. Ela levantava meu vestido e tudo o que eu queria fazer era entregar-me com toda minha alma, deixando-a me possuir na frente de todas aquelas pessoas – o que importaria, afinal?

Quando percebi-me seminua, meu peito subia com rapidez, demonstrando, de alguma forma, a velocidade com que meu corpo funcionava naquele momento tão preciso. Beijou meus seios pela última vez, cobrindo-me rapidamente com o próprio ser.

Soltei um último gemido ao ouvir sua pergunta final, pensando em milhares de respostas possíveis para aquela questão. Eu poderia pedir que me levasse para locais mais privados, onde eu poderia retribuir o favor. Eu poderia falar para que nunca me soltasse ou até mesmo indagar sobre quando faríamos aquilo por completo.

— Eu quero... — cortei-me em meio ao caminho, situando-me no baile de gala que ocorria dentro de uma tenda, afastada dos quartos e repleta de pessoas desconhecidas. — Que continue o jogo e desafie a senhorita Nicole, ali. — não fazia ideia de como eu havia tido forças o suficiente para pronunciar aquelas palavras sem gemer novamente, mas eu o fiz.
ORDEM DE DESAFIOS:
— Sarah desafiará Nicole.
— Nicole, se cumprir o desafio de Sarah, desafiará Claire. Senão, perderá a vez e salvará Claire.
— Claire, se cumprir o desafio de Nicole, desafiará Lucas. Senão, perderá a vez e salvará Lucas.
OBSERVAÇÕES:
Não revisei e eu sei que está uma merda, foda-se! <3
Eu sou a rainha do jogo, então, óbvio, estou no Desafio e Desafio e estou usando isto aqui. Obrigada, de nada.
give you one last shot, go on and hit it
give you one last time to make me miss it
WHAT KATY DID


Progênie de Atena
Progênie de Atena
avatar
Sofia Mirrors
Título : Indefinido
Idade : 19

Ficha do personagem
PV:
620/620  (620/620)
PM:
620/620  (620/620)
PR:
620/620  (620/620)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: BAILE DE GALA... NEON!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum