[MPP] Perigo na Floresta

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[MPP] Perigo na Floresta

Mensagem por Gaia em Dom Maio 03, 2015 6:04 pm

1. Narração

Era manhã do dia 20/08, mais especificamente às 9hrs. Naquele momento, os dois campistas indefinidos compareceram ao treino matutino de canoagem. Estavam escutando as instruções do monitor, quando, de repente, um grito ensurdecedor fez-se presente, alertando à todos os campistas que encontravam-se próximos à floresta.

O monitor que estava falando, parou abruptamente, sacou seu florete e começou a correr sozinho em direção ao som. Naquele momento, os dois indefinidos, em um ato de bravura, resolveram correr atrás. Seja por curiosidade ou preocupação, ou qualquer outro motivo, eles o seguiram.

Infelizmente, os dois acabaram perdendo em meio às arvores. Por falta de comunicação, Samuel foi para o oeste e Nicole para leste.  

Nesse exato momento, o símbolo de Perséfone apareceu na cabeça de Nicole, enquanto o símbolo de Ares apareceu acima da cabeça de Samuel. Péssimo momento para serem reclamados, não é mesmo? Bom, talvez aquilo fora um incentivo.

1. Instruções


- A MPP trata-se de salvar uma garota que foi atacada por um monstro, no entanto, vocês, em meio ao caminho, acabaram perdendo um ao outro.

- Enquanto procuram (separadamente), vão escutar mais gritos da garota, que vão levá-los para o caminho certo.

- Quero que encontrem obstáculos em meio ao caminho, pode ser monstros, armadilhas, pistas da localização da garota. Quanto mais criativo, melhor. Mas cuidado, evitem pistas que podem colidir com a narração do outro, ou seja, rastros de sangue, de roupas, e etc, assim não ocorrerá a incoerência de nos dois lados uma pessoa só ter passado.

- Os monstros que podem enfrentar são apenas os de uma estrela, ou seja, nível 1 a 7. bestiário aqui.

- Lembrem-se, a narração de vocês são independente uma da outra, por estarem correndo em direções diferentes. Vocês só irão se encontrar novamente no final da missão, quando devem encontrar uma garota loira de olhos azuis, muito bonita, desmaiada na beira de um riacho, com vários ferimentos. Vocês, juntos, deverão resgatá-la. Não enfrentem nenhum monstro juntos no final da missão.

- A MPP de ambos terá um bônus de 50xp, pelo atraso de alguém criá-la, já que excedeu a regra de 24 horas de atendimento ao player.

- Prazo de postagem: 05/05/2015, às 20:00.


d
a
n
g
e
r
Deuses
Deuses
avatar
Gaia

Ficha do personagem
PV:
100/100  (100/100)
PM:
100/100  (100/100)
PR:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário http://thaliastree.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MPP] Perigo na Floresta

Mensagem por Elleonore P. Heawrt em Seg Maio 04, 2015 8:57 pm

mpp

And I'm gonna show you what's really crazy. You should've known better than to mess with me harder.

MOM?

O
treino de canoagem corria extremamente bem em comparação ao ultimo treino, as Dríades não haviam me deixado atoladinha na lama e nada de extraordinário havia acontecido. Ah, se não contarmos que uma garota está nesse momento morrendo nas mãos de um monstro. Seus gritos ecoavam pelo local, e já começavam a me irritar, o símbolo roxo havia sumido há alguns minutos, mas ainda me incomodava o fato de minha mãe querida ter escolhido essa tarde para me reclamar. Afinal, quem quer ser reclamado numa tarde quente com uma garota chata gritando?

Enquanto eu andava lentamente pela floresta, tentando achar a garota irritante que gritava por socorro, as Dríades não pareciam me julgar, muito menos fazer planos malignos para me matar, tanto que nem me sentia mais observada. Correr me parecia uma boa opção, e assim que o faço um galho cresceu a minha frente, fazendo-me cair direto numa armadilha de caçador. A felicidade se instalou no meu coração, tanto que comecei a falar mal das doces Dríades. O que eu mais queria naquele momento era ter garras, porque fala sério, quem não queria ser o Wolverine numa hora dessas? Assim que pensei isso senti algo estranho acontecer, minhas unhas cresceram cinco centímetros, pareciam espinhos de rosa de tão afiadas. Comecei a cortar as cordas da armadilha, livrando-me facilmente delas.

- VENHAM ME ENFRENTAR AGORA, DRÍADES! – Assim que exclamei isso comecei a correr, prestando o máximo de atenção a onde estava pisando, pois nunca se sabe quando uma Dríade vai enlouquecer e correr atrás de você. Nunca pensei que podia correr tão rápido, e assim que percebo que os gritos cessaram, paro para descansar. Agora o silêncio tomava conta do local, afinal a garota não mais gritava, dando-me um tempo para descansar. Apoiei-me numa árvore, recuperando o folego e observando se algo mais havia mudado no meu corpo junto com as unhas - Que por sinal já haviam desaparecido - mas infelizmente nada havia mudado. Voltei a caminhar, seguindo o caminho que antes levava ao som dos gritos da menina.

Avistei ao longe um riacho, faltavam alguns quilômetros para chegar até ele, então voltei a correr até chegar ao mesmo. Uma linda moça estava desmaiada na beirada dele, suas roupas estavam rasgadas e ela havia alguns ferimentos, mas não aparentava estar tão machucada assim. Agachei-me ao seu lado, sem saber o que fazer até ver Samuel se sentar ao meu lado examinando-a e finalmente dando fim a  busca pela loira.
Adendos e Poderes Utilizados:
Primeiro o adendo: Eu não sabia como narrar a Nicole descobrindo seu poder, então fiz do jeito mais "novato" possível.
Poder utilizado:
[Nível 04] Garras Afiadas – Os filhos de Perséfone podem fazer suas unhas crescerem até cinco centímetros, tornando-as extremamente afiadas, e perigosas, como espinhos de rosas.
Gasto: 10 PM por turno.
Evolução: As unhas crescem dez centímetros, tornando-se extremamente resitentes.







You'll be alright
No one can hurt you now
Progênie de Perséfone
Progênie de Perséfone
avatar
Elleonore P. Heawrt
Título : Indefinido
Idade : 19

Ficha do personagem
PV:
240/240  (240/240)
PM:
240/240  (240/240)
PR:
240/240  (240/240)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MPP] Perigo na Floresta

Mensagem por Samuel Fortereal em Ter Maio 05, 2015 7:16 pm

Perigo na Floresta


A luz do sol batia levemente no meu rosto, eu estava um pouco cansado devido ao treino árduo na noite passada. Caminhava em direção ao lago, onde começara o treino matutino de canoagem. Me sentia com um pouco de fome mas nada que pudesse me atrapalhar. Ao chegar, reparei na água cristalina do lago, não via nenhuma náiade nadando, o que era bastante incomum. Mais alguns campistas foram chegando e se posicionando, preparando-se para o início da aula. O monitor chama a atenção de todos e começa a dar instruções.

Um silêncio predominava entre os campistas e na floresta, apenas o monitor falava. Um grito agudo ensurdecedor ecoou vindo dentre as árvores, todos levaram um susto. O monitor para de falar imediatamente e saca seu florete, correndo em direção ao som. Pensei que segui-lo seria o mais correto a se fazer, mesmo estando desarmado. Corri na mesma direção do monitor logo atrás de outra semideusa, que também estava desarmada. Minha velocidade aumentava a cada passo, desviava das árvores rapidamente tentando acompanhar o monitor, mas ele desapareceu entre a mata. Ouvia apenas o barulho dos meus passos e da minha respiração ofegante. Paro bruscamente e olho em volta, percebi que tinha me separado da Nicole. Grito, tentando localiza-la, mas não obtenho resposta.

Sem resposta e totalmente perdido, começo a andar sem rumo entre as árvores tentando achar o caminho certo. O símbolo de Ares aparece acima de mim, sendo finalmente reclamado. Estava feliz, pois nos meus 3 anos no acampamento eu ainda não tinha certeza sobre o meu progenitor, mas, devido a situação, aquela foi uma péssima hora para descobrir. Escuto novamente o mesmo grito não muito longe e corro para socorrer a garota que estava deitada no chão com alguns ferimentos. Eu me aproximei e ofereci ajuda, levantando-a e perguntando sobre o monitor e a Nicole. Ela parecia não saber de nada e começou a me guiar pela floresta sem explicação nenhuma. Chegamos numa parte da floresta a qual eu nunca tinha visto, Era mágico, os pássaros cantavam, havia muita vida nas árvores e eu poderia jurar que estava flutuando, era o lugar mais bonito que eu já tinha visto.

A garota se aproxima de mim e abre a boca para falar alguma coisa, mas antes disso, um javali aparece de repente, investindo na direção dela. Não tive tempo de reagir, o javali pula, acertando a sua costela, jogando-a para longe. Os seus dentes, que eram projetados para fora, cresceram. Pensei que ele iria me atacar mas assim que olhei novamente para a garota que estava no chão, ela tinha se tornado uma dríade e toda a floresta mágica tinha sumido. Escuto um berro de cima das árvores e uma dríade pula em minhas costas. Eu puxo para cima, jogando-a no chão e piso em sua cabeça. Ela acerta minhas pernas, me derrubando. O javali volta a atacar a dríade inicial e eu me levanto rapidamente e ergo minha guarda.

Outra dríade pula das árvores e me agarra. Eu solto um dos meus braços e passo-o pela sua virilha. Ergo a dríade e corro com o seu corpo contra uma árvore, esmagando parte do peito e do abdômen. A dríade cai atordoada. Volto minha atenção a outra, que parecia estar irritada. Ela me ataca consecutivamente com seu antebraço, tentando acertar minha cabeça, quebrando partes do seu próprio braço. Me defendo com os meus braços enquanto recuava. Encontrando um espaço, acerto o seu peito com dois golpes seguidos, fazendo a dríade grunhir. Levanto-a e jogo em cima da outra dríade que ainda estava no chão.

Tinha perdido o javali e a sua oponente de vista. Vejo uma ave sobrevoando e lembro-me que podia me comunicar com ela, me concentro e tento enviar uma mensagem.
"Olá, preciso de ajuda, você pode me ouvir?"
O abutre responde e eu explico minha situação, ele me indica para qual direção eu seguiria para encontrar a garota ferida. Uma das dríades se levanta e me chuta, me defendo, sendo jogado no chão. Vi que não tinha como derrota-las desarmado, então, saio correndo na direção que a ave me indicou.

Chego até um riacho, as duas estavam próximas. Sento-me ao lado da Nicole e examino cuidadosamente a linda garota que estava desmaiada, suas roupas estavam rasgadas mas não encontrei nenhum corte profundo. Ela acorda e explica que foi atacada por um monstro, que já tinha ido embora. Com a ajuda da Nicole, levanto a garota, que estava com dificuldades para andar e com a ajuda do abutre novamente, entro na floresta à procura do monitor. Que talvez estivesse perdido ou sendo atacado. O encontro no meio da floresta com marcas de batalha, ele explicou que se perdeu por causa da confusão que as dríades causaram na sua mente. Voltamos ao acampamento sendo escoltados pelo monitor, nenhum outro monstro apareceu.

Situação:
Poderes e Habilidades:
Ativos:
• Grito de Guerra – O filho de Ares tem capacidade de imitar o grito de seu pai que iniciava as guerras, causando pânico. O filho de Ares conseguirá paralisar o inimigo por um turno.
Gasto: 10 PM.

• Combo Selvagem – O filho de Ares, contaminado pela adrenalina da batalha, poderá realizar um combo no qual dois golpes seguidos serão tão rápidos que valerão por um e terão o dobro da força.
Gasto: 10 PR.


•  Protetor Insano – Mesmo com a má fama de Ares, todos sabem o quão protetor ele era com seus filhos. No caso, o filho de Ares, herdará esse sentimento de proteção. Quando presenciar um aliado ferido, o semideus contaminará todos com a mesma insanidade, que aumentará a agilidade de todos e 25 de PR.
Gasto: 50 PM.
Passivos:
• Afinidade Aviária – Ares tinha como dois de seus símbolos o abutre e cães, animais que se alimentavam dos cadáveres nos campos de batalha. Dessa forma, os filhos do deus da guerra tem a capacidade de se comunicar esses animais.

• Força Descomunal – O filho de Ares possui uma força muito grande, poderá carregar peso com muita facilidade, utilizar armas pesadas, entre outras coisas.


• Temperamento Furioso – O filho de Ares estressa com qualquer coisa que vá contra seu pensamento e qualquer decepção é algo digno de explosões. Ele sente como se o sangue estivesse fervendo e seus ataques serão mais brutais e fortes, portanto, poderá acarretar maior dano.

• Maestria com Lanças – O filho de Ares possui certa facilidade em manejar qualquer tipo de lança, seus movimentos são mais certeiros.

• Ambidestria. – O filho de Ares possui facilidade em manejar duas armas ao mesmo tempo, uma em cada mão, de modo que facilita a batalha com mais de um inimigo, como em uma guerra.

• Rebeldia – O filho de Ares tem uma tendência à rebeldia, tornando-se capazes de resistir a ataques de influência e charmspeaking e também à aqueles passivos que exigem respeito. Isso apenas funcionará com semideuses de título abaixo que o seu ou o mesmo.
Arsenal:
• Desarmado
Armadura:
• Roupa Comum
Mascote:
• Javali [Filhote // Nível 01 // 100 PV // 100 PR // 0 L // É uma criatura selvagem, tem 250kg 180cm de comprimento e 1m de altura quando filhotes. Os caninos se projetam para fora, possuem 20cm de comprimento. // Derrubar, morder e usar as presas/caninos // As presas aumentam mais 15 cm e mais afiadas e o javali torna-se muito mais forte e ataca o inimigo sem parar, mesmo levando danos]
Saúde:
Física:
• Cortes superficiais nos braços e na cabeça.
Mental:
• Sã



Progênie de Ares
Progênie de Ares
avatar
Samuel Fortereal
Título : Novato
Idade : 21

Ficha do personagem
PV:
340/340  (340/340)
PM:
340/340  (340/340)
PR:
340/340  (340/340)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MPP] Perigo na Floresta

Mensagem por Eros em Qua Ago 19, 2015 8:18 am

1. Narração


Após se certificarem de que a garota estava bem, os recém-reclamados semideuses voltaram com a garota para o acampamento*, indo diretamente até Quíron, que conversava com o monitor. Esse, em prantos, achava que a garota havia morrido, uma vez que não havia conseguido localizá-la e seus gritos cessaram. A alegria de ambos, monitor e conselheiro, era visível e ambos os semideuses que agiram com coragem foram recompensados, além de terem ganhado suas armas, presentes de seus pais.

2. Situação


Nicole

Senti muita falta de ação e criatividade na missão. Parece que foi apenas um filler, sem nada de importante acontecendo, apenas um chegar, fazer algo e ir embora, sem acrescentar em nada, pode melhorar isso com o tempo.

PV: 160/160
PM: 150/160
PR: 150/160

Coerência Textual: 100/100
Coerência Missão: 50/100
Gramática/Português: 40/40
Enredo/Criatividade: 000/120
Objetividade: 40/40

Total: 230xp + 50xp (bônus por atraso) ou 2 níveis e 80xp.

Ganhos: 2 níveis, 80xp, 50xp, 100 drácmas, +2 Fama por concluir missão com sucesso, título Novato, 50xp por alcançar o título Novato.

Samuel

Sua narrativa me prendeu, você tem muito talento para a escrita. Inicialmente não entendi o encontro entre você e a garota, uma vez que Nicole já havia narrado seu encontro com a mesma, mas ao final da narração, pude compreender melhor.

PV: 230/260
PM: 260/260
PR: 250/260

Coerência Textual: 100/100
Coerência Missão: 100/100
Gramática/Português: 40/40
Enredo/Criatividade: 120/120
Objetividade: 40/40

Total: 400xp + 50xp (bônus por atraso) ou 4 níveis e 50xp.

Ganhos: 4 níveis, 50xp, 100 drácmas, +2 Fama por concluir missão com sucesso, título Novato, 50xp por alcançar o título Novato.

Podem postar na Enfermaria curando todos os danos e estão liberados. Missão concluída com sucesso.

d
a
n
g
e
r
Deuses
Deuses
avatar
Eros
Título : Deus do Amor
Fama : O Amor era o mais selvagem de todos os monstros.


Ficha do personagem
PV:
100/100  (100/100)
PM:
100/100  (100/100)
PR:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [MPP] Perigo na Floresta

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum