O Evolucionário da Montanha Wundagore

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Asclépio em Seg Maio 11, 2015 12:45 am

1. Narração


Tic. Tac. Tic. Tac.

O ponteiro maior agia como uma máquina precisa, se movimentando de setor a setor e de segundo a segundo. O portador do relógio batia os dedos ritmicamente contra a mesa – para desgosto do Diretor de Atividades. Com sua parte equina escondida sob a forma de uma cadeira de rodas, Quíron coçava a barba cheia com a mão direita. O dilema que esse antigo conhecido havia lhe apresentado requeria uma atenção especial – algo que, dadas as condições do acampamento, era impossível.

— Ouvi falar deles. — começou o centauro, após uma pausa de alguns segundos. — Mas, nesse momento, o acampamento conta com muitas baixas. Os muitos desastres ocorrendo pelo mundo exigiram que muitos dos nossos semideuses deixassem a colina.

— Eu trouxe isso à você por um motivo. — disse o homem desconhecido, aumentando o tom de voz. — Achei que entenderia a seriedade da questão.

— O que eu quero dizer, Joshua. — dizia o centauro, enquanto acionava algum mecanismo sob a superfície de sua escrivaninha. — É que não posso dispor de um grupo. Mas posso indicar um semideus. Filho de Nêmesis, assim como você. Seu irmão..


2. Personagens


Valentin Maximoff
PV: 520/520
PM: 520/520
PR: 520/520

3. Considerações


Ok, vamos pras considerações. Narre o que tu quiseres, pois é tudo da lei. O importante saber é que: Quíron chamou um sátiro, que vai de procurar e informar que o centauro quer falar contigo. Você vai até a sala dele na Casa Grande, e vai encontrar o big boss e o cara com o relógio. Ele também é filho de Nêmesis, mas tem uns 25 anos e não mora mais no camp. Quíron vai te informar pouco – basicamente, que tu precisa acompanhar seu “irmão” em uma missão na Romênia, e que detalhes adicionais podem vir depois.

Você e Joshua – seu irmão – vão de carro – carro dele – até o JFK – aeroporto – pegar um avião para a Romênia. Quando chegarem na Romênia, um carro alugado vai levar vocês até a base de uma montanha – montanha Wundagore, é o nome. Você pode finalizar sua narração em qualquer parte se quiser perguntar sobre a missão – seja ainda no acampamento, indo pro JFK, já na Romênia. Claro, só se quiser. Não é obrigatório nem nada.  


-> Sua narração deve ser postada em 48 horas;
-> Poderes usados e a serem considerados em spoiler;
-> Assim como as armas levadas, em spoiler;
-> Se me convencer que da pra colocar o pet no avião, pode leva-lo (e coloca a ficha dele em spoiler no final)
-> Narre o que queres, pois é tudo da lei. Mas lembre-se que você comanda o seu personagem, não o resto.
-> Dúvidas, críticas, sugestões, atrasos, me contate via MP. Ou skype (anxes.salexan).
-> Se gostou curte, compartilha e favorita. Ah, chama os amigos pra jogar, também.

M
i
s
s
ã
o

N
a
r
r
a
d
a
Deuses
Deuses
avatar
Asclépio
Título : Deus da Medicina
Fama : Aquele Que Curou A Morte


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Valentin Maximoff em Seg Maio 11, 2015 3:33 pm

Valentin Maximoff
18 years
I'm a sociopath!
Die, Bitch!
Airport
Eu estava preso nesse acampamento, e eu estava me contentando com isso, mesmo que eu quisesse ir embora logo, eu tinha alguns motivos para ficar. Apesar de ser uma prisão a céu aberto, o acampamento me proporcionava treinamento e armas que eu podia usar, além de ter Saw aqui.

Tragando um cigarro próximo à orla da floresta, lugar em que costumava ficar por ser mais vazio, aqui eu podia encontrar a paz, aqui nenhum semideus me incomodaria. Talvez apenas um, mas eu não me importaria tanto assim... Nem ao menos fazia ideia do porquê de eu não me importar, ele era irritante a ponto de ter me feito querer matá-lo assim que o conheci.

Com minhas asas liberadas, em tonalidades prateadas e azuladas, tragava a droga na sombra de uma árvore quando um barulho vindo de algum lugar a sudeste me alertou, pareciam passos apressados. O anel em meu dedo parecia querer se transformar na espada que ganhara quando fui reclamado por minha mãe, mas eu precisava me controlar. Só iria utilizá-la caso percebesse que realmente havia uma ameaça. Meu casaco também estava pronto para se transformar na couraça, que completava os presentes de minha mãe.

Levei a mão esquerda ao bolso e apertei a capa mágica, certificando-me que ela estava lá, onde eu sempre deixava. Mal terminei de retirar a mão do bolso e então relaxei o corpo, era um sátiro que corria desesperado para a floresta, não era muito raro ver isso acontecer.

A bituca estava no fim e levei-a até o braço direito, apagando-a quando o homem bode parou na minha frente, tentando recuperar o fôlego. Olhei-o de cima a baixo, ele subia os olhos para me encarar, com o corpo curvado, mão apoiadas nos joelhos peludos de suas finas pernas de bode. Revirei os olhos.

Deixe-me adivinhar... Quíron precisa de mim. – Ele assentiu com a cabeça. – E te mandou para me chamar. – Assentiu novamente. – Casa Grande? – Um terceiro balançar vindo do garoto bode. – Que seja...

Disparei com um impulso para cima, minhas asas batendo e mudando da coloração pacífica para um tom mais escuro e avermelhado. Nunca teria um único dia de paz naquele acampamento. Atravessei a floresta, voando para a direção da qual o sátiro viera e avistei a Casa Grande ao longe, sua estrutura azulada se destacava do resto do acampamento, já que os chalés não eram assim tão grandes.

“Obvio que não, por isso o nome Casa Grande...”, pensei, repreendendo a mim mesmo, pousando na varanda do prédio azul. Adentrei o local sem cerimônias e fui direto para o escritório/sala de Quíron, que se encontrava com a porta fechada. Pelo vidro fosco, podia ver a sombra de duas pessoas, uma de pé e a outra sentada em uma estrutura com rodas, Quíron. Duvidava muito que a outra pessoa fosse o bêbado de Dionísio, e assim que abri a porta, depois de três batidas altas e lentas, constatei que o homem que permanecia de pé era alguém totalmente diferente.

Tentei identificar quem, ou o que era através de sua aura, mas aquilo era impossível. Levantei as sobrancelhas, demonstrando surpresa e balançando a cabeça positivamente, como se concordasse com algo que me foi dito.

Então eu tenho um irmão... – Anunciei, quebrando o silêncio que se instalava na sala, onde o único som era o dos ponteiros de um relógio. – Maximoff – disse, estendendo a mão para o estranho. Não costumava fazer isso, mas ele era meu irmão, era uma exceção.

Ele apertou minha mão, me avaliando. Estava acostumado com isso, todos sempre me olhavam de cima a baixo nesse acampamento, observando minhas cicatrizes e tatuagens, o fato de eu não usar camisa por baixo do casaco aberto talvez ajudasse nisso. Ele se apresentou como Joshua, um nome bem comum. Esbocei um sorriso e me permiti continuar. – Pois bem, o que preciso fazer dessa vez? Ou só me chamaram para me apresentar ao meu novo irmão?

Então, Quíron e Joshua me explicam brevemente que fui escolhido para acompanhar o homem, que aparentava ter cerca de 25 anos, em uma missão para a Romênia e que teríamos que partir logo. Assenti, finalmente sentindo que algo estava dando certo. Iria sair daquele maldito acampamento, e iria voltar para a Europa. Não tinha muitos pertences comigo, aliás, tudo que era meu já estava comigo, então precisava apenas de meu pequeno Slade. Dei uma rápida passada no chalé de Hermes, onde consegui – com um pouco de lábia – uma caixa onde o filho de leão ficaria.

O animal me acompanhou andando até o carro de meu irmão. Não era muito luxuoso para meu gosto, mas era um bom carro. – Então... Você saiu do acampamento exatamente por quê? – Perguntei, enquanto ele nos levava até o John F. Kennedy. O caminho, além disso foi silencioso, apenas com o som da rádio trazendo algum tipo de conforto a mais.

Uma vez no aeroporto, precisávamos conseguir passagens, o que não seria tão trabalhoso, se eu tivesse um passaporte. Slade estava na caixa, que eu havia encantado magicamente através da névoa para que ela se parecesse com uma gaiola, e Slade tivesse a aparência de um gato comum.


Adendos:
Armas e mascote:
• Espada [Bronze Celestial // Uma espada de bronze celestial que se torna um anel quando não está em uso. Sempre que receber dano direto do inimigo, ou seja, dano de um golpe físico, o seu próximo ataque com esta espada se tornará indefensável. É possível usar essa habilidade uma vez a cada três turnos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Couraça [Bronze Celestial // Uma couraça forjada em bronze celestial de coloração negra. Quando não está ativa se transforma em um casaco, disfarçando sua aparência. Enquanto está ativa, reflete metade do dano recebido contra o inimigo, mas apenas em casos de golpes físicos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Untouchable [Capa // Prata // Capa feita com fios de prata muito finos, dando a ela a sensação de ser transparente. Possui o efeito de deixar o usuário invisível e intangível por dois turnos, apenas uma vez por missão // Evento de Páscoa].

• Leão [Filhote // Nível 01 // 100 PV // 100 PR // 0 L // O maior de todos os mamíferos, símbolo da justiça. Possui uma pelagem curta e quando filhote, mede 1m de altura e 1,7m de comprimento. // Garras, mordidas e sentidos aguçados // O leão, ao rugir, faz com que todos a sua voltam paralisem de medo e respeito, o inimigo não atacará]
Poderes Passivos:
• [TREINOS NÉVOA] Manipulação da Névoa

[Nível 01] Aura Neutra - Os filhos de Nêmesis não possuem uma manifestação de aura própria, porém, em um raio de 500m, as auras dos inimigos terão certa falha, não surtindo o exato efeito desejado.

[Nível 05] Senso Crítico – Os filhos de Nêmesis possuem argumentos chocantes quando trata-se de justiça e vingança, seu senso crítico é por demais impressionante. Assim, normalmente, conseguirá convencer qualquer um de seus pontos de vista – inclusive inimigos –. Isso não quer dizer que fará com que pare a batalha ou impeça o inimigo de se defender.

[Nível 06] Asas Angelicais – Os filhos de Nêmesis possuem asas e podem voar com as mesmas, e as mesmas são grandes o suficiente para quase tocar o chão.  Além disso, estas possuem uma habilidade de mudar sua coloração de acordo com o humor do próprio, quando está mais irritado, adotará colorações mais fechadas e fortes, e quando está mais alegre, terá coloração clara e feliz. Quando neutro, terá a coloração branca.

[Nível 07] Respeito – Os filhos de Nêmesis impõe respeito mesmo com um único olhar, impedindo que assim seja atacado primeiramente. Para alguém ataca-lo, é preciso que ou o filho de Nêmesis já esteja em meio à alguma batalha, ou este já tenha atacado ofensivamente.

[Nível 09] Frieza Incomum – Os filhos de Nêmesis possuem uma frieza impressionante e são capazes de fechar-se para sentimentos e emoções. Os inimigos terão grande dificuldade para utilizar poderes que influenciam no sentimental e emocional do mesmo.
Poderes Ativos:
-||-
Notas:
Estão listados apenas os poderes utilizados. A habilidade Senso Crítico foi utilizada para conseguir a caixa gratuitamente de um filho de Hermes.


Smiley face

Progênie de Nêmesis
Progênie de Nêmesis
avatar
Valentin Maximoff
Título : Novato
Idade : 22

Ficha do personagem
PV:
520/520  (520/520)
PM:
520/520  (520/520)
PR:
520/520  (520/520)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Asclépio em Seg Maio 11, 2015 9:50 pm

1. Narração


— Então... Você saiu do acampamento exatamente por quê?

Joshua respirou fundo, como se em preparação para responder à pergunta. O sol continuava no alto, porém – diferente do usual –, a estrada estava deserta.

— Eu cresci. — começou o mais velho, diminuindo o volume do rádio. — Depois de um tempo, a gente acaba ficando velho demais pra continuar morando sob as asas de um centauro. — brincou, tornando a aumentar o volume do rádio.


~


Já no aeroporto, Joshua fez menção para que seu irmão mais novo o seguisse para dentro do terminal de passageiros. Quando a vez deles – na fila para comprar as passagens – chegou, o mais velho pediu duas passagens para Timisoara, entregando um cartão Visa Platinum à atendente. “— A ida e a volta saem por mil duzentos e sete dólares, senhor.”, ela respondeu. Aparentemente, tudo tranquilo. A parte interessante veio quando ela pediu pelos passaportes: Joshua simplesmente entregou um par de folhetos quaisquer.

Por meio do controle da névoa, o filho de Nêmesis havia enganado a atendente, “falsificando” os dois passaportes necessários. Um obstáculo ultrapassado, mas haveriam muitos outros ainda por vir. O resto do trajeto foi o usual: os semideuses despacharam as malas – junto ao “gatuno” –, esperaram a voz no interfone chamar para o embarque, o segurança conferiu as passagens – junto à uma porção da névoa –, e entraram no avião.


~


O desembarque ocorreu no Traian Vuia – o aeroporto internacional da capital do distrito de Timis. Um táxi levou os dois até uma agência de aluguel de carros, e de lá eles seguiram por uma estrada velha.

— Maximoff. Não é um nome comum. — começou Joshua, na direção do ford alugado. — Aliás, fique atento na estrada. O guia disse que a entrada para a cabana seria difícil de encontrar, nesse horário. — continuou ele, parando por um breve momento, para acender um cigarro. — Vamos dormir na cabana até o amanhecer. Mesmo sem nenhuma oposição, a montanha Wungadore pode não ser um lugar seguro para se visitar com a penumbra.


2. Personagens


Valentin Maximoff
PV: 520/520
PM: 520/520
PR: 520/520

Joshua
PV: ?/?
PM: ?/?
PR: ?/?

3. Considerações


Bom, só desenvolvendo mesmo. A cabana fica numa serra. Donde ela fica, da pra ver a montanha. Parece ser uma cabana comum, nada de estranho à primeira vez. É clima de mistério mesmo.

-> Sua narração deve ser postada em 48 horas;
-> Poderes usados e a serem considerados em spoiler;
-> Assim como as armas levadas, em spoiler;
-> Ok, pet ta dentro. Dont forget o spoiler no final;
-> Narre o que queres, pois é tudo da lei. Mas lembre-se que você comanda o seu personagem, não o resto.
-> Dúvidas, críticas, sugestões, atrasos, me contate via MP. Ou skype (anxes.salexan).
-> Se gostou curte, compartilha e favorita. Ah, chama os amigos pra jogar, também.

M
i
s
s
ã
o

N
a
r
r
a
d
a
Deuses
Deuses
avatar
Asclépio
Título : Deus da Medicina
Fama : Aquele Que Curou A Morte


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Valentin Maximoff em Ter Maio 12, 2015 2:04 pm

Valentin Maximoff
18 years
I'm a sociopath!
Die, Bitch!
Ford
Era engraçado conversar com outro filho de Nêmesis. Dos poucos que eu conhecia, apenas Saw era próxima de mim. Ela tinha seu jeito, que era bem diferente do meu, mas ainda assim, eu arriscava dizer que éramos parecidos. Já Joshua era um cara bem alegre e aberto, o tipo de pessoa que eu aturava só pra evitar uma discussão desnecessária.

Não perguntei mais nada, não me interessava realmente por sua vida, só queria saber como ele conseguiu sair da maldita prisão. Por sorte, a estrada estava deserta e chegamos rápido no aeroporto. O gigantesco aeroporto era um local que eu visitara apenas uma vez em minha vida, quando eu ainda era criança e desembarcara em Nova York pela primeira vez. Naquela época eu ainda achava que Kieran poderia ser um bom pai.

Dessa vez estava partindo de volta para a Europa, em um lugar um pouco mais longe do destino que eu desejava para mim, mas era bom estar fora do acampamento pra variar. Joshua me guiou até o guichê para comprar as passagens e tivemos que esperar na fila. Me surpreendi ao ver o cartão do meu irmão. Tinha um bom carro, um cartão considerável, parecia que a vida havia sido boa com ele, diferente de mim, que era uma vítima do destino, esperando pelo próximo fracasso.

Ainda me preocupava com os passaportes, mas Joshua me surpreendeu mais uma vez, com manipulação de Névoa. Pra um cara todo certinho como ele parecia ser, um poder como aqueles era... trapaceiro.

Com os problemas resolvidos, esperamos o momento do embarque. Só havia viajado de avião uma vez na vida, mas não tive medo, também não esperava muitas coisas, simplesmente estava fazendo um passeio pelo céu. Dessa vez sentia o mesmo, principalmente depois de ter aprendido a voar sozinho, com minhas próprias asas. Na verdade, agora a ideia de voar de avião era até tediosa.

A viagem foi, como eu esperava, longas tediosas horas de viagem sem muito o que fazer. Tentei cochilar e assim o fiz depois da primeira hora de voo. Joshua me acordou quando chegamos e então fomos de taxi até um aluguel de carros, onde meu irmão arranjou um ford para nós.

Ele então comentou sobre meu nome e arqueei as sobrancelhas. Já era noite na Romênia, e eu não me preocupava muito com o que ia acontecer, então, sorri debochado, antes de respondê-lo.

Joshua é um nome comum até demais, então estamos empatados. E não se preocupe com a visibilidade, enxergo tão bem quanto você. – Respondi, acrescentando em um murmúrio para mim mesmo. – Ou até melhor...

Continuamos na estrada por algum tempo, até que o monte ficou visível, então comecei a procurar pela tal cabana, que, afinal, não foi tão difícil de encontrar. Era um lugar simples e quase escondido, mas com minha visão noturna, eu conseguia enxergá-la perfeitamente.

Ali! – Anunciei, apontando para um ponto ao longe, na serra próxima à montanha. Fizemos nosso caminho até ela e não parecia nada demais, mesmo assim, me certifiquei de que nada iria acontecer sem antes usar meus truques. Já estava certo de que não havia perigo próximo, pois não sentira o frio na espinha que anunciava perigo. Agachei-me, colocando uma mão sobre o solo e fechando os olhos, tentando identificar alguma coisa que não devia estar lá. – Parece seguro, não senti nada. – Avisei ao meu irmão, com um sorrisinho no rosto, como se o desafiasse a me provar que eu estava errado.


Adendos:
Armas e mascote:
• Espada [Bronze Celestial // Uma espada de bronze celestial que se torna um anel quando não está em uso. Sempre que receber dano direto do inimigo, ou seja, dano de um golpe físico, o seu próximo ataque com esta espada se tornará indefensável. É possível usar essa habilidade uma vez a cada três turnos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Couraça [Bronze Celestial // Uma couraça forjada em bronze celestial de coloração negra. Quando não está ativa se transforma em um casaco, disfarçando sua aparência. Enquanto está ativa, reflete metade do dano recebido contra o inimigo, mas apenas em casos de golpes físicos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Untouchable [Capa // Prata // Capa feita com fios de prata muito finos, dando a ela a sensação de ser transparente. Possui o efeito de deixar o usuário invisível e intangível por dois turnos, apenas uma vez por missão // Evento de Páscoa].

• Leão [Filhote // Nível 01 // 100 PV // 100 PR // 0 L // O maior de todos os mamíferos, símbolo da justiça. Possui uma pelagem curta e quando filhote, mede 1m de altura e 1,7m de comprimento. // Garras, mordidas e sentidos aguçados // O leão, ao rugir, faz com que todos a sua voltam paralisem de medo e respeito, o inimigo não atacará]
Poderes Passivos:
[Nível 01] Aura Neutra - Os filhos de Nêmesis não possuem uma manifestação de aura própria, porém, em um raio de 500m, as auras dos inimigos terão certa falha, não surtindo o exato efeito desejado.

[Nível 07] Respeito – Os filhos de Nêmesis impõe respeito mesmo com um único olhar, impedindo que assim seja atacado primeiramente. Para alguém ataca-lo, é preciso que ou o filho de Nêmesis já esteja em meio à alguma batalha, ou este já tenha atacado ofensivamente.

[Nível 09] Frieza Incomum – Os filhos de Nêmesis possuem uma frieza impressionante e são capazes de fechar-se para sentimentos e emoções. Os inimigos terão grande dificuldade para utilizar poderes que influenciam no sentimental e emocional do mesmo.

[Nível 10] Vendado – O filho de Nêmesis, ao ter a visão impedida por algum motivo, seja por cegueira ou até mesmo ao fechar os próprios olhos, terá os demais sentidos aguçadíssimos, podendo escutar e sentir odores, além de reconhece-los em um raio de 500m, poderá sentir diferença em sabores e identifica-los, poderá com o toque sentir qualquer vibração.

[Nível 19] Herança Noturna – O filho de Nêmesis, por ter uma herança de uma deusa trevosa, terá uma visão noturna boa.
Poderes Ativos:
-||-
Notas:
Slade acompanha Moff ao seu lado, mas não vi necessidade de deixar isso em evidência na narração nesse momento.


Smiley face

Progênie de Nêmesis
Progênie de Nêmesis
avatar
Valentin Maximoff
Título : Novato
Idade : 22

Ficha do personagem
PV:
520/520  (520/520)
PM:
520/520  (520/520)
PR:
520/520  (520/520)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Asclépio em Qua Maio 13, 2015 1:06 pm

1. Narração


— Parece seguro, não senti nada.

— Há. Essa é a montanha Wundagore. — respondeu o mais velho, andando em direção à porta da cabana enquanto retirava o molho de chaves do bolso. Nunca é seguro por aqui.

Joshua girou a maçaneta, entrando na cabana de madeira. Ao invés de acionar primeiro interruptor e acender a luz da sala, semideus seguiu para dentro do breu, buscando alguma coisa. O pouco visível – graças à luz da lua –, revelava porções do espaço. Poeira mínima, duas xícaras de café sob a mesa de canto, a manta desarrumada sob o sofá. Logo, vários sons de “tek”.

— Tive que mexer na chave geral. Não costumo vir aqui muito. — comentou o filho de Nêmesis, de outro cômodo.

Em alguns minutos ele voltou à sala de estar, acendendo a luz principal – trazendo consigo duas garrafas com líquido escuro. Esticou uma delas na direção de Valentin, e, praticamente ao mesmo tempo, um tenebroso rugido surgiu aos ouvidos dos irmãos. Um som articulado, talvez até mesmo uma voz. Imediatamente a sensação de arrepio tomou a espinha de Valentin: sua intuição alertava um perigo.

— Calma, é a montanha. — comentou Joshua, ao perceber a reação do irmão. — São várias as lendas que falam das criaturas presas naquele lugar. É bem por isso que eu pedi uma comitiva ao Quíron. — Esperando matar a tensão , o mais velho continuou o movimento do braço, entregando a garrafa. — Essa cerveja é daqui mesmo. Eu prefiro a Timisoreana, mas a Silva tem essa linha de lagers escuras que ficam bem em temperatura ambiente. Vai querer a tampa?


2. Personagens


Valentin Maximoff
PV: 520/520
PM: 520/520
PR: 520/520

Joshua
PV: ?/?
PM: ?/?
PR: ?/?

3. Considerações


Dizem que a Silva é realmente boa, mas nunca provei. Aliás, se alguém quiser me enviar uma caixa, tamos ai ¯\_(ツ)_/¯

-> Sua narração deve ser postada em 48 horas;
-> Bom, continue mantendo as coisas em spoiler -';
-> Narre o que queres, pois é tudo da lei. Mas lembre-se que você comanda o seu personagem, não o resto.
-> Dúvidas, críticas, sugestões, atrasos, me contate via MP. Ou skype (anxes.salexan).
-> Se gostou curte, compartilha e favorita. Ah, chama os amigos pra jogar, também.

M
i
s
s
ã
o

N
a
r
r
a
d
a
Deuses
Deuses
avatar
Asclépio
Título : Deus da Medicina
Fama : Aquele Que Curou A Morte


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Valentin Maximoff em Qua Maio 13, 2015 2:59 pm

Valentin Maximoff
18 years
I'm a sociopath!
Die, Bitch!
Ford
Revirei os olhos. Ele ia mesmo dar uma de espertinho pra cima de mim? – Estou falando da cabana. É óbvio que a montanha não é segura, foi por isso que viemos. – Disparei assim que ele terminou de falar. Ele adentrou na cabana e eu o segui, ficando parado na sala de... Estar? Era o que parecia. “Rústica, mas bem arrumada”, pensei comigo mesmo, ficando com a mão esquerda inquieta, pronto para fazer o anel se tornar uma espada.

Conseguia enxergar bem graças a herança de minha mãe, mas logo um barulho repetitivo foi ouvido e Joshua me explicou o que acontecia. Retornando, ele ascendeu as luzes e um frio percorreu minha espinha com o rugido do lado de fora no momento exato em que as luzes foram acesas. Minha espada apareceu em mãos com um giro do anel, mas meu irmão explicou que isso era comum. Semicerrei os olhos e assenti, fazendo um movimento rápido com a espada, cortando o bico da garrafa.

Não, pode ficar... – Peguei a garrafa, erguendo-a levemente, como em um brinde e bebi. Me surpreendi com o gosto, era definitivamente diferente e muito bom, melhor do que qualquer cerveja americana que eu já havia provado. – Então... Esse lugar é bem legal pra uma cabana “no meio do nada”. Bem arrumadinha também... – Disse, sentando-me no sofá, observando tudo ao meu redor. Há quanto tempo meu irmão não vinha aqui? Será que alguém cuidava da casa para ele enquanto estava fora? Era o que parecia...


Adendos:
Armas e mascote:
• Espada [Bronze Celestial // Uma espada de bronze celestial que se torna um anel quando não está em uso. Sempre que receber dano direto do inimigo, ou seja, dano de um golpe físico, o seu próximo ataque com esta espada se tornará indefensável. É possível usar essa habilidade uma vez a cada três turnos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Couraça [Bronze Celestial // Uma couraça forjada em bronze celestial de coloração negra. Quando não está ativa se transforma em um casaco, disfarçando sua aparência. Enquanto está ativa, reflete metade do dano recebido contra o inimigo, mas apenas em casos de golpes físicos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Untouchable [Capa // Prata // Capa feita com fios de prata muito finos, dando a ela a sensação de ser transparente. Possui o efeito de deixar o usuário invisível e intangível por dois turnos, apenas uma vez por missão // Evento de Páscoa].

• Leão [Filhote // Nível 01 // 100 PV // 100 PR // 0 L // O maior de todos os mamíferos, símbolo da justiça. Possui uma pelagem curta e quando filhote, mede 1m de altura e 1,7m de comprimento. // Garras, mordidas e sentidos aguçados // O leão, ao rugir, faz com que todos a sua voltam paralisem de medo e respeito, o inimigo não atacará]
Poderes Passivos:
[Nível 01] Aura Neutra - Os filhos de Nêmesis não possuem uma manifestação de aura própria, porém, em um raio de 500m, as auras dos inimigos terão certa falha, não surtindo o exato efeito desejado.

[Nível 03] Perícia com Espadas – Os filhos de Nêmesis possuem extrema facilidade em manejar espadas, seja ela de qualquer tamanho, tipo ou peso. Terão facilidade de executar movimentos com as mesmas.

[Nível 05] Senso Crítico – Os filhos de Nêmesis possuem argumentos chocantes quando trata-se de justiça e vingança, seu senso crítico é por demais impressionante. Assim, normalmente, conseguirá convencer qualquer um de seus pontos de vista – inclusive inimigos –. Isso não quer dizer que fará com que pare a batalha ou impeça o inimigo de se defender.

[Nível 07] Respeito – Os filhos de Nêmesis impõe respeito mesmo com um único olhar, impedindo que assim seja atacado primeiramente. Para alguém ataca-lo, é preciso que ou o filho de Nêmesis já esteja em meio à alguma batalha, ou este já tenha atacado ofensivamente.

[Nível 09] Frieza Incomum – Os filhos de Nêmesis possuem uma frieza impressionante e são capazes de fechar-se para sentimentos e emoções. Os inimigos terão grande dificuldade para utilizar poderes que influenciam no sentimental e emocional do mesmo.

[Nível 19] Herança Noturna – O filho de Nêmesis, por ter uma herança de uma deusa trevosa, terá uma visão noturna boa.
Poderes Ativos:
-||-
Notas:
Slade acompanha Moff ao seu lado, mas não vi necessidade de deixar isso em evidência na narração nesse momento.


Smiley face

Progênie de Nêmesis
Progênie de Nêmesis
avatar
Valentin Maximoff
Título : Novato
Idade : 22

Ficha do personagem
PV:
520/520  (520/520)
PM:
520/520  (520/520)
PR:
520/520  (520/520)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Asclépio em Qua Maio 13, 2015 3:45 pm

1. Narração


— Então... Esse lugar é bem legal pra uma cabana “no meio do nada”. Bem arrumadinha também...

— Dizem que foi construído por uma família que a ganhava a vida com o turismo da montanha. Nunca cheguei a conhece-los. — respondeu Joshua, deixando sua cerveja em cima da mesa e andando e direção à um baú no canto da sala. Àquela altura, o rugido já havia cessado. Porém, o frio na espinha de Valentin ainda persistia. O que diabos estava acontecendo?

Enquanto isso, remexendo o tal baú, estava o filho de Nêmesis mais velho. Ele estava abaixado de uma maneira da qual, ao menos de onde o campista estava, era impossível ver o conteúdo da arca. Mas, de qualquer maneira, porque ele iria querer saber o conteúdo? Aliais, por que ele ainda estava acordado? O cansaço súbito atingia Valentin em cheio, e a cada segundo o semideus estava mais sonolento...


2. Personagens


Valentin Maximoff Se sentindo sonolento, muito sonolento
PV: 520/520
PM: 520/520
PR: 520/520

Joshua
PV: ?/?
PM: ?/?
PR: ?/?

3. Considerações


Sleep  Sleep  Sleep  Sleep

-> Sua narração deve ser postada em 48 horas;
-> Bom, continue mantendo as coisas em spoiler -';
-> Narre o que queres, pois é tudo da lei. Mas lembre-se que você comanda o seu personagem, não o resto.
-> Dúvidas, críticas, sugestões, atrasos, me contate via MP. Ou skype (anxes.salexan).
-> Se gostou curte, compartilha e favorita. Ah, chama os amigos pra jogar, também.

M
i
s
s
ã
o

N
a
r
r
a
d
a
Deuses
Deuses
avatar
Asclépio
Título : Deus da Medicina
Fama : Aquele Que Curou A Morte


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Valentin Maximoff em Qua Maio 13, 2015 5:43 pm

Valentin Maximoff
18 years
I'm a sociopath!
Die, Bitch!
Sleep
O calafrio que sentia na espinha simplesmente não passava, mesmo depois dos rugidos sessarem, e isso era preocupante. Joshua começou a remexer algo em um baú, provavelmente sem importância para mim. Enquanto ouvia suas palavras, peguei meu canivete e comecei a rodá-lo contra a mão direita, 180º em uma direção, e mais 180º na direção oposta. Era uma maneira de me distrair e também de me manter acordado. Estava cansado, mas não iria ceder ao sono enquanto o arrepio não passasse.

O movimento do canivete na minha pele era um incômodo, mas era um incômodo bom. Não era o bastante para abrir um machucado, mas me fazia sentir uma pontada de dor, me mantendo alerta. Quando isso se tornou algo tedioso e o sono voltou, fiz o que precisava para me manter acordado: deliberadamente, com um movimento rápido, fiz um furo em minha pele, na parte inferior do antebraço direito, em um ponto onde sentiria dor, mas não faria muito mais do que me machucar e sangrar um pouco, sem ser algo preocupante. Como sabia disso? Fazia anos que fazia esses cortes em mim e em outros, era quase um especialista.

Slade se mantinha ao meu lado o tempo todo, obediente, mas em alerta, também estava se sentindo ameaçado por algo.


Adendos:
Armas e mascote:
• Espada [Bronze Celestial // Uma espada de bronze celestial que se torna um anel quando não está em uso. Sempre que receber dano direto do inimigo, ou seja, dano de um golpe físico, o seu próximo ataque com esta espada se tornará indefensável. É possível usar essa habilidade uma vez a cada três turnos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Couraça [Bronze Celestial // Uma couraça forjada em bronze celestial de coloração negra. Quando não está ativa se transforma em um casaco, disfarçando sua aparência. Enquanto está ativa, reflete metade do dano recebido contra o inimigo, mas apenas em casos de golpes físicos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Untouchable [Capa // Prata // Capa feita com fios de prata muito finos, dando a ela a sensação de ser transparente. Possui o efeito de deixar o usuário invisível e intangível por dois turnos, apenas uma vez por missão // Evento de Páscoa].

• Leão [Filhote // Nível 01 // 100 PV // 100 PR // 0 L // O maior de todos os mamíferos, símbolo da justiça. Possui uma pelagem curta e quando filhote, mede 1m de altura e 1,7m de comprimento. // Garras, mordidas e sentidos aguçados // O leão, ao rugir, faz com que todos a sua voltam paralisem de medo e respeito, o inimigo não atacará]
Poderes Passivos:
[Nível 01] Aura Neutra - Os filhos de Nêmesis não possuem uma manifestação de aura própria, porém, em um raio de 500m, as auras dos inimigos terão certa falha, não surtindo o exato efeito desejado.

[Nível 07] Respeito – Os filhos de Nêmesis impõe respeito mesmo com um único olhar, impedindo que assim seja atacado primeiramente. Para alguém ataca-lo, é preciso que ou o filho de Nêmesis já esteja em meio à alguma batalha, ou este já tenha atacado ofensivamente.

[Nível 09] Frieza Incomum – Os filhos de Nêmesis possuem uma frieza impressionante e são capazes de fechar-se para sentimentos e emoções. Os inimigos terão grande dificuldade para utilizar poderes que influenciam no sentimental e emocional do mesmo.

[Nível 20] Persistência – Para alcançar a vingança desejada, é necessário persistência. Com isso, os filhos de Nêmesis, ao serem feridos gravemente ou machucados, sempre tentarão manter-se em batalha e completar seu objetivo, custe o que custar.
Poderes Ativos:
-||-
Notas:
O canivete não está em spoiler porque é algo da trama pessoal do Moff, ele o carrega para todos os lugares, mas não é usado em batalhas,  serve mais como uma lembrança pra ele.


Smiley face

Progênie de Nêmesis
Progênie de Nêmesis
avatar
Valentin Maximoff
Título : Novato
Idade : 22

Ficha do personagem
PV:
520/520  (520/520)
PM:
520/520  (520/520)
PR:
520/520  (520/520)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Asclépio em Qui Maio 14, 2015 7:52 pm

1. Narração


Depois de alguns minutos mexendo e remexendo os itens da arca, o mais velho se ergueu, com um estojo preto na mão. Por um momento pareceu intrigado com o que Valentin estava fazendo – “Ele está se... Furando?” –, mas, ainda assim, não parou o que estava fazendo.

Da mesa de canto, recolheu sua cerveja – rompendo a tampa com um abridor multi-uso de seu chaveiro. De relance, olhou para o anel de bronze de seu irmão – que podia se transformar em uma espada –, enquanto perguntava:

— Se tem algum risco dessa espada se ativar sozinha... — dizia Joshua, enquanto se aproximava de Slade, o leão. Com a mão esquerda, acariciava o pelo da cabeça. Com a direita, abria o estojo preto. — Acho melhor você tirar o anel. Não vai querer perder a cabeça, quando você apagar de vez. — E completou o mais velho, com um sorriso no rosto. Uma vez mais, o frio na espinha atingiu Valentin. A sensação de perigo dominou o ambiente, e só era sobrepujada pela sonolência e o cansaço. Em meio a tontura e a dificuldade em focalizar a visão, o campista conseguia enxergar Joshua pressionando uma seringa contra o pescoço de Slade – enquanto o leão, violentamente, abocanhava a mão esquerda de seu agressor.


2. Personagens


Valentin Maximoff Cansado, tonto, e com muito sono. Provavelmente vai desmaiar na próxima rodada.
PV: 520/520
PM: 520/520
PR: 520/520

Joshua Mão esquerda na boca do leão Slade
PV: ?/?
PM: ?/?
PR: ?/?

3. Considerações


Então... Vai começar a agitação  Twisted Evil
De básico, Maximoff ta com sono pra cacete. Joshua ta injetando algo no slade, e teve sua mão mordida. Não, ele não demonstrou reação. Sua vez yu-gi-OH! Valentin.
(Ah, e desculpa o post insoso. Teve mó trampo no trampo, ai cheguei hoje e ta dando mó trampo pra ter criatividade pra esses trampo de escrever :V)

-> Sua narração deve ser postada em 48 horas;
-> Bom, continue mantendo as coisas em spoiler -';
-> Narre o que queres, pois é tudo da lei. Mas lembre-se que você comanda o seu personagem, não o resto.
-> Dúvidas, críticas, sugestões, atrasos, me contate via MP. Ou skype (anxes.salexan).
-> Se gostou curte, compartilha e favorita. Ah, chama os amigos pra jogar, também.

M
i
s
s
ã
o

N
a
r
r
a
d
a
Deuses
Deuses
avatar
Asclépio
Título : Deus da Medicina
Fama : Aquele Que Curou A Morte


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Valentin Maximoff em Qui Maio 14, 2015 11:43 pm

Valentin Maximoff
18 years
I'm a sociopath!
Die, Bitch!
Wrong
O sono me consumia, mas eu estava decidido a não dormir. Não iria, não podia. Simplesmente não iria permitir que eu me desligasse em um momento como aquele. O calafrio não passava e ficava mais forte a cada momento. Meu irmão parece preocupado com minha espada, mas solto um riso convencido, olhando para ele, que era praticamente um borrão agora.

Ela só se torna uma espada se eu quiser. Você deveria saber disso... – desafio-o, com a voz sonolenta e arrastada. Não iria dormir, não mesmo. Apertei o furo que fizera em meu braço com o indicador oposto, infligindo um pouco mais de dor, mas ela não era o bastante, então fiz o que era preciso, finquei o canivete em minha coxa de uma vez. A dor era excruciante, mas era libertadora, prazerosa e me mantinha acordado. Quase que no mesmo instante, Slade mordeu Joshua, que percebi ter uma seringa.

Em um movimento rápido, levanto-me, com o canivete na mão direita, pois a mão esquerda agora empunhava a espada, que se transformara em um segundo. Apontava a lâmina para meu irmão, olhando-o com uma intensidade que antes não existia e um sorrisinho no rosto.

Por que não estou surpreso? Desde o momento em que botei os olhos em você, sabia que havia algo errado... – faço uma pausa, rindo rápida e secamente. – Sabe o melhor de tudo isso? Eu não posso te atacar, mas você também não pode fazer nada contra mim... E agora, o que vai fazer, filho de Nêmesis?


Adendos:
Armas e mascote:
• Espada [Bronze Celestial // Uma espada de bronze celestial que se torna um anel quando não está em uso. Sempre que receber dano direto do inimigo, ou seja, dano de um golpe físico, o seu próximo ataque com esta espada se tornará indefensável. É possível usar essa habilidade uma vez a cada três turnos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Couraça [Bronze Celestial // Uma couraça forjada em bronze celestial de coloração negra. Quando não está ativa se transforma em um casaco, disfarçando sua aparência. Enquanto está ativa, reflete metade do dano recebido contra o inimigo, mas apenas em casos de golpes físicos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Untouchable [Capa // Prata // Capa feita com fios de prata muito finos, dando a ela a sensação de ser transparente. Possui o efeito de deixar o usuário invisível e intangível por dois turnos, apenas uma vez por missão // Evento de Páscoa].

• Leão [Filhote // Nível 01 // 100 PV // 100 PR // 0 L // O maior de todos os mamíferos, símbolo da justiça. Possui uma pelagem curta e quando filhote, mede 1m de altura e 1,7m de comprimento. // Garras, mordidas e sentidos aguçados // O leão, ao rugir, faz com que todos a sua voltam paralisem de medo e respeito, o inimigo não atacará]
Poderes Passivos:
[Nível 01] Aura Neutra - Os filhos de Nêmesis não possuem uma manifestação de aura própria, porém, em um raio de 500m, as auras dos inimigos terão certa falha, não surtindo o exato efeito desejado.

[Nível 03] Perícia com Espadas – Os filhos de Nêmesis possuem extrema facilidade em manejar espadas, seja ela de qualquer tamanho, tipo ou peso. Terão facilidade de executar movimentos com as mesmas.

[Nível 05] Senso Crítico – Os filhos de Nêmesis possuem argumentos chocantes quando trata-se de justiça e vingança, seu senso crítico é por demais impressionante. Assim, normalmente, conseguirá convencer qualquer um de seus pontos de vista – inclusive inimigos –. Isso não quer dizer que fará com que pare a batalha ou impeça o inimigo de se defender.

[Nível 07] Respeito – Os filhos de Nêmesis impõe respeito mesmo com um único olhar, impedindo que assim seja atacado primeiramente. Para alguém ataca-lo, é preciso que ou o filho de Nêmesis já esteja em meio à alguma batalha, ou este já tenha atacado ofensivamente.

[Nível 09] Frieza Incomum – Os filhos de Nêmesis possuem uma frieza impressionante e são capazes de fechar-se para sentimentos e emoções. Os inimigos terão grande dificuldade para utilizar poderes que influenciam no sentimental e emocional do mesmo.

[Nível 17] Intuição – O filho de Nêmesis possui uma habilidade intuitiva, um sexto sentido, que o faz sentir arrepios na espinha ao estar diante de um perigo.

[Nível 20] Persistência – Para alcançar a vingança desejada, é necessário persistência. Com isso, os filhos de Nêmesis, ao serem feridos gravemente ou machucados, sempre tentarão manter-se em batalha e completar seu objetivo, custe o que custar.
Poderes Ativos:
-||-
Notas:
O canivete não está em spoiler porque é algo da trama pessoal do Moff, ele o carrega para todos os lugares, mas não é usado em batalhas,  serve mais como uma lembrança pra ele.


Smiley face

Progênie de Nêmesis
Progênie de Nêmesis
avatar
Valentin Maximoff
Título : Novato
Idade : 22

Ficha do personagem
PV:
520/520  (520/520)
PM:
520/520  (520/520)
PR:
520/520  (520/520)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Asclépio em Sex Maio 15, 2015 10:58 pm

1. Narração


— Por que não estou surpreso? Desde o momento em que botei os olhos em você, sabia que havia algo errado... [b]— falava Valentin, entre uma risada rápida e seca [b]— Sabe o melhor de tudo isso? Eu não posso te atacar, mas você também não pode fazer nada contra mim... E agora, o que vai fazer, filho de Nêmesis?

Joshua logo retirou a seringa do pescoço do leão, que adormeceu quase que instantaneamente. Como se não notando a dor, o mais velho retirou a mão da boca do animal, secando o sangue com uma toalha que ele levava sobre o ombro.

—Filho de Nêmesis? Te atacar? — repetiu Joshua, em questionamentos, enrolando o pano em sua mão perfurada. — Você está equivocado em muitas coisas. Meu mestre precisa de você inteiro. E não, não sou um filho de nêmesis... — terminou Joshua, enquanto a visão de Valentin começava a ficar borrada. Antes de desmaiar Maximoff viu seu irmão se contorcer em dor, ao mesmo tempo em que seus ossos se reorganizavam e os músculos se contraiam, dando ao ex-campista um novo rosto e uma nova forma.


~

Voltando à realidade, Valentin sentia como se tivesse acordado de um longo sonho. Longo, porém, só na percepção. Balançando, o filho Nêmesis estava sendo carregado no ombro por um homem estranho, em um lugar estranho.

O cenário, a princípio, parecia uma sala de cirurgia. Uma mesa de operações estava posicionada no centro do salão branco, mais próxima à parede norte – que guardava um painel com vários equipamentos cirúrgicos e um balcão de mármore com uma grande pia. Na parede sul, uma grande caixa branca – que se assemelhava à uma geladeira de bar, sendo mais larga do que alta – e um segundo balcão – este, agora, com certos aparelhos eletrônicos que iam desde monitoramento vital do paciente à microscópios superpotentes.

A porta pela qual Valentin entrou – sendo carregado pelo misterioso homem – se encontrava na parede oeste. A maior surpresa, porém, estava na região oposta: uma pequena cela ocupava a parede leste, contrastando com o resto da saleta de cirurgias. Um homem estava deitado, muito provavelmente dormindo, de costas para as grades. O misterioso carregador parou em frente alguns metros depois da porta deixando o campista – e eu leão – no chão, enquanto abria a fechadura da cela.


2. Personagens


Valentin Maximoff
PV: 520/520
PM: 520/520
PR: 520/520

Homem Misterioso
PV: ?/?
PM: ?/?
PR: ?/?

3. Considerações


O homem misterioso é grande, mais de 1,90. Uns 100kg. Ele não percebeu que você está acordado. O leão continua dormindo. Você não tem nenhuma arma, só o casaco-couraça que tu ta vestindo.

-> Sua narração deve ser postada em 48 horas;
-> Bom, continue mantendo as coisas em spoiler -';
-> Narre o que queres, pois é tudo da lei. Mas lembre-se que você comanda o seu personagem, não o resto.
-> Dúvidas, críticas, sugestões, atrasos, me contate via MP. Ou skype (anxes.salexan).
-> Se gostou curte, compartilha e favorita. Ah, chama os amigos pra jogar, também.

M
i
s
s
ã
o

N
a
r
r
a
d
a



Última edição por Asclépio em Ter Maio 19, 2015 6:29 pm, editado 2 vez(es)
Deuses
Deuses
avatar
Asclépio
Título : Deus da Medicina
Fama : Aquele Que Curou A Morte


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Valentin Maximoff em Seg Maio 18, 2015 10:28 pm

Valentin Maximoff
18 years
I'm a sociopath!
Die, Bitch!
Chance
Estava certo de que iria saber o que realmente se passava ali. Joshua nunca me parecera confiável, e isso é fato. Mantinha minha espada em seu pescoço, mas o cansaço estava presente novamente. Antes eu até entenderia o sono, mas depois do que fizera, estava claro que o sono que eu sentia não era natural, e quando Joshua falou sobre um mestre, arregalei os olhos.

Filho da puta... – Comecei, mas apaguei logo em seguida. A escuridão reinava e a consciência me deixou, para voltar apenas quando senti-me sendo carregado. Por estar com os olhos fechados, todos os outros sentidos automaticamente ficaram mais aguçados. Sabia que meu anel não estava comigo. Joshua, ou o que quer que ele fosse deveria ter pegado minha arma. Sabia também que minha Untouchable não estava comigo, pois meu bolso era pressionado pelo braço do homem.

Abro os olhos e contemplo a... Sala de cirurgia(?) na qual me encontro. Parece uma sala simples, mas preciso me livrar dessa logo. Sou colocado no chão, ao lado de Slade – que não sei dizer se está acordado ou não. Não importa, ele não será útil nesse momento, é melhor que continue dessa forma. Vejo o homem que suspeito ser Joshua parado na frente de uma pequena cela na qual um homem repousa de costas para mim. Essa é a minha chance.

Meu primeiro movimento é um giro no chão com a perna esquerda estendida, para tentar derrubar o homem. Completo a volta, levantando-me e liberando minhas asas, as quais uso para criar uma forte ventania contra o homem e a cela, na intenção de prendê-lo contra as grades com a força do vento. Sabia que ele era fisicamente mais forte do que eu, mas minhas asas produziam muito vento. Se ele tentasse me atacar, estava pronto para usar minhas asas como escudo e partir para o ataque. Tentava também usar a Ilusão de Narciso, para diminuir sua resistência.

Esperava que o homem se assustasse e olhasse diretamente em meus olhos, assim, poderia fazê-lo ficar hipnotizado pelos horrores de seu passado e tentar recuperar minhas armas. Precisava de minha espada se quisesse recuperar minha vantagem. O lado bom de tudo isso? Fazia todos esses movimentos como um louco.


Adendos:
Armas e mascote:
• Espada [Bronze Celestial // Uma espada de bronze celestial que se torna um anel quando não está em uso. Sempre que receber dano direto do inimigo, ou seja, dano de um golpe físico, o seu próximo ataque com esta espada se tornará indefensável. É possível usar essa habilidade uma vez a cada três turnos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Couraça [Bronze Celestial // Uma couraça forjada em bronze celestial de coloração negra. Quando não está ativa se transforma em um casaco, disfarçando sua aparência. Enquanto está ativa, reflete metade do dano recebido contra o inimigo, mas apenas em casos de golpes físicos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Untouchable [Capa // Prata // Capa feita com fios de prata muito finos, dando a ela a sensação de ser transparente. Possui o efeito de deixar o usuário invisível e intangível por dois turnos, apenas uma vez por missão // Evento de Páscoa].

• Leão [Filhote // Nível 01 // 100 PV // 100 PR // 0 L // O maior de todos os mamíferos, símbolo da justiça. Possui uma pelagem curta e quando filhote, mede 1m de altura e 1,7m de comprimento. // Garras, mordidas e sentidos aguçados // O leão, ao rugir, faz com que todos a sua voltam paralisem de medo e respeito, o inimigo não atacará]
Poderes Passivos:
[Nível 01] Aura Neutra - Os filhos de Nêmesis não possuem uma manifestação de aura própria, porém, em um raio de 500m, as auras dos inimigos terão certa falha, não surtindo o exato efeito desejado.

[Nível 03] Perícia com Espadas – Os filhos de Nêmesis possuem extrema facilidade em manejar espadas, seja ela de qualquer tamanho, tipo ou peso. Terão facilidade de executar movimentos com as mesmas.

[Nível 05] Senso Crítico – Os filhos de Nêmesis possuem argumentos chocantes quando trata-se de justiça e vingança, seu senso crítico é por demais impressionante. Assim, normalmente, conseguirá convencer qualquer um de seus pontos de vista – inclusive inimigos –. Isso não quer dizer que fará com que pare a batalha ou impeça o inimigo de se defender.

[Nível 06] Asas Angelicais – Os filhos de Nêmesis possuem asas e podem voar com as mesmas, e as mesmas são grandes o suficiente para quase tocar o chão.  Além disso, estas possuem uma habilidade de mudar sua coloração de acordo com o humor do próprio, quando está mais irritado, adotará colorações mais fechadas e fortes, e quando está mais alegre, terá coloração clara e feliz. Quando neutro, terá a coloração branca.

[Nível 07] Respeito – Os filhos de Nêmesis impõe respeito mesmo com um único olhar, impedindo que assim seja atacado primeiramente. Para alguém ataca-lo, é preciso que ou o filho de Nêmesis já esteja em meio à alguma batalha, ou este já tenha atacado ofensivamente.

[Nível 09] Frieza Incomum – Os filhos de Nêmesis possuem uma frieza impressionante e são capazes de fechar-se para sentimentos e emoções. Os inimigos terão grande dificuldade para utilizar poderes que influenciam no sentimental e emocional do mesmo.

[Nível 10] Vendado – O filho de Nêmesis, ao ter a visão impedida por algum motivo, seja por cegueira ou até mesmo ao fechar os próprios olhos, terá os demais sentidos aguçadíssimos, podendo escutar e sentir odores, além de reconhece-los em um raio de 500m, poderá sentir diferença em sabores e identifica-los, poderá com o toque sentir qualquer vibração.

[Nível 12] Vingança Prometida – O filho de Nêmesis, ao sair vivo de determinada batalha e encontrar a mesma pessoa na qual batalhou ou encontrar familiares e amigos, terá suas habilidades duplicadas [força, agilidade, velocidade], além de um aumento de PR em 30 por turno. - Em caso de outro inimigo se tornar presente

[Nível 15] Vingativo – O filho de Nêmesis, ao presenciar alguma ação que desperte sentimento de vingança – (exemplo: a morte de um aliado, visto que é necessário um evento extremo) – terá todos os atributos duplicados [força, agilidade, velocidade], além de um aumento de PV//PR//PR em 40 por turno.

[Nível 17] Intuição – O filho de Nêmesis possui uma habilidade intuitiva, um sexto sentido, que o faz sentir arrepios na espinha ao estar diante de um perigo. - Em caso de outro inimigo se tornar presente

[Nível 19] Herança Noturna – O filho de Nêmesis, por ter uma herança de uma deusa trevosa, terá uma visão noturna boa.

[Nível 20] Persistência – Para alcançar a vingança desejada, é necessário persistência. Com isso, os filhos de Nêmesis, ao serem feridos gravemente ou machucados, sempre tentarão manter-se em batalha e completar seu objetivo, custe o que custar.
Poderes Ativos:
[Nível 02] Irracionalidade – A vingança é conhecida por ser, na maioria das vezes, irracional. Desse modo, o filho de Nêmesis por um momento, tomado por essa instinto irracional, terá todo o seu dano duplicado.
Gasto: 10 PR.
Duração: 1 turno.


[Nível 04] A justiça falha, mas não tarda – O filho de Nêmesis, enquanto utiliza sua espada de reclamação, terá direito a um ataque indefensável contra o inimigo, que não deverá ser de forma alguma mortal (exemplo: coração). Poderá ser usado apenas uma vez por ocasião.
Gasto: 20 PR.

[Nível 08] Ideal de Justiça – A justiça deveria estar em todo lugar, como era conhecida em algum tempo. Nesse caso, o filho de Nêmesis poderá localizar qualquer um à 2 quilômetros de distância.
Gasto: 30 PM.

[Nível 10] Equilíbrio – A justiça traz o senso de equilíbrio, portanto, o filho de Nêmesis poderá invocar clones em número igual ao número de inimigos, independente se há ou não aliados. Caso for somente um inimigo, será somente um clone. Este usará uma espada e terá 100 de PV//PR.
Gasto: 40 PM por clone.

[Nível 11] Corrente de Ar – O filho de Nêmesis, ao agitar as asas com rapidez, poderá enviar uma corrente de ar forte o suficiente para derrubar os inimigos ou afastá-los alguns metros do local no qual estavam.
Gasto: 30 PM.


[Nível 13] Venda de Nêmesis – Nesse caso, o filho de Nêmesis poderá cegar o inimigo por um turno, sem o mesmo nem entender como aconteceu e quem lhe desferiu tal “magia”.
Gasto: 35 PM.
Duração: Dois turnos.

[Nível 16] Justiça Cega – Vários ditados dizem que a justiça é cega e nesse caso, surtirá efeito na batalha. O filho de Nêmesis poderá ficar invisível por um turno, mas lembre-se, é invisível, mas não indetectável.
Gasto: 45 PM.
Duração: Dois turnos.

[Nível 18] Reflexão – O filho de Nêmesis, ao ter o olhar do inimigo fixo ao seu, o impedirá de desviar tal olhar. Assim, conseguirá invadir a mente dele e depositar imagens, flashbacks de toda sua vida – deverá estar na narração do inimigo/narrador – e aquilo a cada coisa ruim – tabus que a sociedade reprime, crimes, -  receberá dano. Nesse meio tempo, o inimigo estará imerso em sua mente e impossível de ver o decorrer da batalha.
Gasto: 50 PM.
Duração: Um turno.


[Nível 21] Ilusão de Narciso – Pare vingar-se de Narciso, Nêmesis aumentou a temperatura na floresta no local no qual ele se encontrava, forçando-o a debruçar-se sobre o lago, ao fitar o próprio reflexo, este apaixonou por si mesmo. O filho de Nêmesis poderá aumentar a temperatura ao redor, de modo que os inimigos ficarão mais cansados, sofrerão perda contínua de 50 PR e sedentos por água.
Gasto: 70 PM.
Duração: Dois turnos.


[Nível 22] Escudo de Asas – O filho de Nêmesis poderá usar a própria asa para proteger-se de ataques de longa distância e físicos, pois está tornará mais resistente.
Gasto: 40 PM.
Explicação dos Poderes:
A partir de agora irei manter TODOS os poderes ativos e passivos em spoiler, mantendo em NEGRITO os que estão ou possam estar em uso durante o post.

Moff usa a Aura Neutra, o Respeito e a Frieza Incomum a todo momento. Usa a Perícia com Espadas no começo, antes de apagar. Usa Vendado ao acordar e manter os olhos fechados, para sentir se suas armas estão consigo. Usará a Intuição caso algum inimigo novo apareça e usa as Asas Angelicais ao liberar as asas. Quando libera as asas, passa a usar a Irracionalidade e, ao mesmo tempo a Corrente de Ar. Caso o homem ataque, Moff usará o Escudo de Asas para bloquear o ataque, e, enquanto bate suas asas, usa a Ilusão de Narciso. Caso o homem olhe nos olhos de Moff, ele usará a Reflexão.


Smiley face

Progênie de Nêmesis
Progênie de Nêmesis
avatar
Valentin Maximoff
Título : Novato
Idade : 22

Ficha do personagem
PV:
520/520  (520/520)
PM:
520/520  (520/520)
PR:
520/520  (520/520)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Asclépio em Ter Maio 19, 2015 6:28 pm

1. Narração


O corpulento homem largou a “carga” no chão, puxando o molho de chaves da cintura e procurando aquela que abriria a cela da sala de cirurgias. Selecionou a correta e inseriu-a na fechadura – não sem antes observar o outro homem, aquele recolhido em posição fetal contra a grade, assegurando que ele ainda estava inconsciente. Porém, antes que pudesse girar o complexo sistema de travas e engrenagens, o mundo pareceu perder a gravidade.

Valentin – como se em um sopro de vigor – girou no chão, atingindo com força o joelho de seu – aparente – captor. O homem volumoso cambaleou de imediato, ainda que sem demonstrar dor. Valendo-se de suas dádivas genéticas – por assim dizer – o filho de Nêmesis se ergueu em um salto, liberando suas asas angelicais. O vigor então deu espaço ao brilho da loucura. Os olhos de Maximoff reluziram em irracionalidade, tomando o semideus em um acesso de cólera enquanto poderosos ventos eram cuspidos por entre as penas brancas do “anjo”.

A corrente de ar gerada foi forte o suficiente para empurrar o homem e seus muitos quilos. O ser corpulento só parou se tropeçar nos próprios passos quando a grade metálica entrou em seu caminho, fornecendo algo como um apoio. Esse tufão era, sim, forte. Contudo, não forte o suficiente para abater o “gigante”. Não, seu mestre não o havia criado para ser fraco.

— BLOB! BLOB! — Vociferava o homem corpulento, virando o tronco a medida que o ritmo das asas de Valentin diminuía. Avançou veloz – ao menos, o veloz para alguém de suas dimensões –, cerrando o punho e descendo-o contra a “carga desperta”. — Blob vai te fazer dormir! — Quem sabe, talvez, Blob fosse seu nome.

Para se proteger da agressão de “Blob”, o filho de Nêmesis arqueou suas asas, cobrindo o fronte de seu corpo com o apêndice. Ao mesmo instante o salão pareceu ganhar um clima próprio, ganhando temperatura em uma velocidade incomum – até mesmo divina, alguns diriam. Blob continuava, porém, dono de uma vontade inamovível. O cansaço – se é que ele sentia algum – não transparecia na face ou no corpo do gigante, que atingiu em cheio a proteção de seu adversário.

Valentin fora atingido com uma força descomunal, muito além do que ele esperava. Sentiu os ossos das asas gritarem em dor – não haviam se quebrado por pura sorte. Seu corpo foi propelido alguns metros para trás, afastando-o do gigante. Isso, porém, não interferiu com sua investida psíquica. Seus olhos alcançaram os do corpulento homem, arrancando-o da realidade da batalha e o arremessando diretamente nos recônditos da própria mente.

Era exatamente o que Maximoff havia planejado. Deixar que o gigante fosse ferido pelos próprios fantasmas, pelos próprios erros. Contudo, tudo o que a reflexão fez foi... Distrair? Seria essa a palavra? Blob estava, sim, imerso em seus pensamentos. Porém, não estava sendo julgado pela vingança divina. Seu passado era inexistente, ou, ao menos, era o que parecia. Não haviam crimes, erros, tabus. Sua vida, até aquele momento, se resumia basicamente à dádiva do nascimento. E, junto aos fragmentos de lembranças da psique do gigante, Valentin conseguia ouvir um nome. Talvez, então, um apelido. Em última instância, não mais que um sussurro. “O Evolucionário”, sibilava a voz velha e estridente nas recordações do gigante...


2. Personagens


Valentin Maximoff
PV: 500/520 (-20)
PM: 320/520 (-10 -30 -50 -70 -40)
PR: 490/520 (-20 -10)

Blob
PV: 350/380 (-10 -20)
PM: 380/380
PR: 310/380 (-50 -20)

3. Considerações


UOU, FIGHT! Bom, com os eventos dessa última dança, o Blob não ta te atacando - imerso nos próprios pensamentos, ele ta com um olhar perdido, parado. Tuas asas não quebraram, mas doi pra k7. Sei la, acho que isso. Qualquer coisa, pergunta ai -q

-> Então, 48 horas pra postar;
-> Bom, continue mantendo as coisas em spoiler -';
-> Narre o que queres, pois é tudo da lei. Mas lembre-se que você comanda o seu personagem, não o resto.
-> Dúvidas, críticas, sugestões, atrasos, me contate via MP. Ou skype (anxes.salexan).
-> Se gostou curte, compartilha e favorita. Ah, chama os amigos pra jogar, também.

M
i
s
s
ã
o

N
a
r
r
a
d
a
Deuses
Deuses
avatar
Asclépio
Título : Deus da Medicina
Fama : Aquele Que Curou A Morte


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Valentin Maximoff em Qua Maio 20, 2015 11:20 am

Valentin Maximoff
18 years
I'm a sociopath!
Die, Bitch!
Trying
Aquela era minha chance, minha Reflexão havia funcionado, então o homem, que aparentemente se chamava Bloob não poderia se mover por um tempo. Cauteloso, porém ágil, me aproximei, para procurar por meu anel e minha capa. Se esse era meu captor, então ele deveria ter minhas armas consigo. Mesmo assim, mantive-me em estado de alerta, não sabia exatamente quanto tempo ele ficaria assim, já que ele aparentemente não tinha memórias além de seu nascimento e o nome “Evolucionário”, ou melhor “O Evolucionário”.

Prestava atenção no homem, qualquer sinal de movimento e usaria minhas asas como um escudo novamente. Elas podiam estar doendo muito, mas ainda assim eram minha melhor proteção, e a dor não é exatamente uma coisa que me incomoda, pelo contrário, ela me instiga a continuar. Enquanto vasculhava o que podia do homem, aproveitei a oportunidade e comecei a contornar seu corpo, indo na direção da grade, na qual eu poderia furtar as chaves antes de ele abrir a cela.

Caso conseguisse pegá-las, o que teria que acontecer em uma fração de segundos na qual pararia de prestar atenção na criatura, poderia usá-las como arma. Claro que um molho de chaves não se comparava à uma espada ou adagas, mas elas ainda podiam matar e eu poderia usá-las como se fossem adagas de verdade. Insano, mas era eu.

Estava preparado também para atacar. Sem minha espada, eu teria que lutar com meu corpo. Poderia desferir alguns socos e pontapés, mas sabia que a base eram os pés. Se eu desse um pisão muito forte, ele perderia a força em seu pé, então correria para trás de si e poderia chutar a parte de trás de seu joelho. Depois disso seria muito mais fácil lutar contra ele, chutando e pisando em sua cabeça repetidas vezes, até levá-lo à inconsciência.

Claro que se ele tentasse me atacar, eu poderia desviar dos ataques, mantendo-me alerta a isso. Eu era mais rápido e ainda tinha minha agilidade levemente aumentada, e ainda mantinha o plano das asas como escudo.

E, se encontrasse minha espada, poderia usá-la para atacar, fazendo um corte na parte de trás dos seus joelhos e cravando-a na parte frontal de seu tronco.


Adendos:
Armas e mascote:
• Espada [Bronze Celestial // Uma espada de bronze celestial que se torna um anel quando não está em uso. Sempre que receber dano direto do inimigo, ou seja, dano de um golpe físico, o seu próximo ataque com esta espada se tornará indefensável. É possível usar essa habilidade uma vez a cada três turnos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Couraça [Bronze Celestial // Uma couraça forjada em bronze celestial de coloração negra. Quando não está ativa se transforma em um casaco, disfarçando sua aparência. Enquanto está ativa, reflete metade do dano recebido contra o inimigo, mas apenas em casos de golpes físicos // Presente de reclamação de Nêmesis].

• Untouchable [Capa // Prata // Capa feita com fios de prata muito finos, dando a ela a sensação de ser transparente. Possui o efeito de deixar o usuário invisível e intangível por dois turnos, apenas uma vez por missão // Evento de Páscoa].

• Leão [Filhote // Nível 01 // 100 PV // 100 PR // 0 L // O maior de todos os mamíferos, símbolo da justiça. Possui uma pelagem curta e quando filhote, mede 1m de altura e 1,7m de comprimento. // Garras, mordidas e sentidos aguçados // O leão, ao rugir, faz com que todos a sua voltam paralisem de medo e respeito, o inimigo não atacará]
Poderes Passivos:
[Nível 01] Aura Neutra - Os filhos de Nêmesis não possuem uma manifestação de aura própria, porém, em um raio de 500m, as auras dos inimigos terão certa falha, não surtindo o exato efeito desejado.

[Nível 03] Perícia com Espadas – Os filhos de Nêmesis possuem extrema facilidade em manejar espadas, seja ela de qualquer tamanho, tipo ou peso. Terão facilidade de executar movimentos com as mesmas. - No caso de recuperar a espada

[Nível 05] Senso Crítico – Os filhos de Nêmesis possuem argumentos chocantes quando trata-se de justiça e vingança, seu senso crítico é por demais impressionante. Assim, normalmente, conseguirá convencer qualquer um de seus pontos de vista – inclusive inimigos –. Isso não quer dizer que fará com que pare a batalha ou impeça o inimigo de se defender.

[Nível 06] Asas Angelicais – Os filhos de Nêmesis possuem asas e podem voar com as mesmas, e as mesmas são grandes o suficiente para quase tocar o chão.  Além disso, estas possuem uma habilidade de mudar sua coloração de acordo com o humor do próprio, quando está mais irritado, adotará colorações mais fechadas e fortes, e quando está mais alegre, terá coloração clara e feliz. Quando neutro, terá a coloração branca.

[Nível 07] Respeito – Os filhos de Nêmesis impõe respeito mesmo com um único olhar, impedindo que assim seja atacado primeiramente. Para alguém ataca-lo, é preciso que ou o filho de Nêmesis já esteja em meio à alguma batalha, ou este já tenha atacado ofensivamente.

[Nível 09] Frieza Incomum – Os filhos de Nêmesis possuem uma frieza impressionante e são capazes de fechar-se para sentimentos e emoções. Os inimigos terão grande dificuldade para utilizar poderes que influenciam no sentimental e emocional do mesmo.

[Nível 10] Vendado – O filho de Nêmesis, ao ter a visão impedida por algum motivo, seja por cegueira ou até mesmo ao fechar os próprios olhos, terá os demais sentidos aguçadíssimos, podendo escutar e sentir odores, além de reconhece-los em um raio de 500m, poderá sentir diferença em sabores e identifica-los, poderá com o toque sentir qualquer vibração.

[Nível 12] Vingança Prometida – O filho de Nêmesis, ao sair vivo de determinada batalha e encontrar a mesma pessoa na qual batalhou ou encontrar familiares e amigos, terá suas habilidades duplicadas [força, agilidade, velocidade], além de um aumento de PR em 30 por turno. - Em caso de outro inimigo se tornar presente

[Nível 15] Vingativo – O filho de Nêmesis, ao presenciar alguma ação que desperte sentimento de vingança – (exemplo: a morte de um aliado, visto que é necessário um evento extremo) – terá todos os atributos duplicados [força, agilidade, velocidade], além de um aumento de PV//PR//PR em 40 por turno.

[Nível 17] Intuição – O filho de Nêmesis possui uma habilidade intuitiva, um sexto sentido, que o faz sentir arrepios na espinha ao estar diante de um perigo. - Em caso de outro inimigo se tornar presente

[Nível 19] Herança Noturna – O filho de Nêmesis, por ter uma herança de uma deusa trevosa, terá uma visão noturna boa.

[Nível 20] Persistência – Para alcançar a vingança desejada, é necessário persistência. Com isso, os filhos de Nêmesis, ao serem feridos gravemente ou machucados, sempre tentarão manter-se em batalha e completar seu objetivo, custe o que custar.
Poderes Ativos:
[Nível 02] Irracionalidade – A vingança é conhecida por ser, na maioria das vezes, irracional. Desse modo, o filho de Nêmesis por um momento, tomado por essa instinto irracional, terá todo o seu dano duplicado.
Gasto: 10 PR.
Duração: 1 turno.

[Nível 04] A justiça falha, mas não tarda – O filho de Nêmesis, enquanto utiliza sua espada de reclamação, terá direito a um ataque indefensável contra o inimigo, que não deverá ser de forma alguma mortal (exemplo: coração). Poderá ser usado apenas uma vez por ocasião.
Gasto: 20 PR.

[Nível 08] Ideal de Justiça – A justiça deveria estar em todo lugar, como era conhecida em algum tempo. Nesse caso, o filho de Nêmesis poderá localizar qualquer um à 2 quilômetros de distância.
Gasto: 30 PM.

[Nível 10] Equilíbrio – A justiça traz o senso de equilíbrio, portanto, o filho de Nêmesis poderá invocar clones em número igual ao número de inimigos, independente se há ou não aliados. Caso for somente um inimigo, será somente um clone. Este usará uma espada e terá 100 de PV//PR.
Gasto: 40 PM por clone.

[Nível 11] Corrente de Ar – O filho de Nêmesis, ao agitar as asas com rapidez, poderá enviar uma corrente de ar forte o suficiente para derrubar os inimigos ou afastá-los alguns metros do local no qual estavam.
Gasto: 30 PM.

[Nível 13] Venda de Nêmesis – Nesse caso, o filho de Nêmesis poderá cegar o inimigo por um turno, sem o mesmo nem entender como aconteceu e quem lhe desferiu tal “magia”.
Gasto: 35 PM.
Duração: Dois turnos.

[Nível 16] Justiça Cega – Vários ditados dizem que a justiça é cega e nesse caso, surtirá efeito na batalha. O filho de Nêmesis poderá ficar invisível por um turno, mas lembre-se, é invisível, mas não indetectável.
Gasto: 45 PM.
Duração: Dois turnos.

[Nível 18] Reflexão – O filho de Nêmesis, ao ter o olhar do inimigo fixo ao seu, o impedirá de desviar tal olhar. Assim, conseguirá invadir a mente dele e depositar imagens, flashbacks de toda sua vida – deverá estar na narração do inimigo/narrador – e aquilo a cada coisa ruim – tabus que a sociedade reprime, crimes, -  receberá dano. Nesse meio tempo, o inimigo estará imerso em sua mente e impossível de ver o decorrer da batalha.
Gasto: 50 PM.
Duração: Um turno.

[Nível 21] Ilusão de Narciso – Pare vingar-se de Narciso, Nêmesis aumentou a temperatura na floresta no local no qual ele se encontrava, forçando-o a debruçar-se sobre o lago, ao fitar o próprio reflexo, este apaixonou por si mesmo. O filho de Nêmesis poderá aumentar a temperatura ao redor, de modo que os inimigos ficarão mais cansados, sofrerão perda contínua de 50 PR e sedentos por água.
Gasto: 70 PM.
Duração: Dois turnos.

[Nível 22] Escudo de Asas – O filho de Nêmesis poderá usar a própria asa para proteger-se de ataques de longa distância e físicos, pois está tornará mais resistente.
Gasto: 40 PM.
Explicação dos Poderes:
Moff usa a Aura Neutra e a Frieza Incomum a todo momento. Usará a Perícia com Espadas caso recupere sua espada. Usa as Asas Angelicais a todo momento no post e usará a Vingança Prometida se algum outro inimigo aparecer, assim como a Intuição. Está usando a Persistência desde o começo do post, já que as asas estão doendo tanto. Usará o Escudo de Asas caso Bloob ataque, o que acho difícil, já que ele fica um turno paralisado.


Smiley face

Progênie de Nêmesis
Progênie de Nêmesis
avatar
Valentin Maximoff
Título : Novato
Idade : 22

Ficha do personagem
PV:
520/520  (520/520)
PM:
520/520  (520/520)
PR:
520/520  (520/520)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Evolucionário da Montanha Wundagore

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum