{Missão Narrada Normal} Zona Fantasma Em Downing Street

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{Missão Narrada Normal} Zona Fantasma Em Downing Street

Mensagem por Eros em Seg Maio 11, 2015 10:10 pm

1. Narração


A situação não era muito boa no Acampamento, e isso não era novidade para ninguém, mas o que mais preocupava Quíron é que não era apenas o Acampamento. O Olimpo estava fechado, o próprio Dionísio, ou Sr. D. – como os campistas o chamavam – estava mais avulso ao acampamento do que de costume. A estiagem sobrenatural do acampamento ainda não tinha sido resolvida, mas esperava-se que isso acabasse logo.

Quando o recém reclamado filho de Hefesto chegou, trazido por um sátiro a pedido do centauro, o diretor do acampamento se encontrava em sua cadeira de rodas mágica, escondendo sua verdadeira forma. O centauro aguardava atrás da porta e mandou o garoto entrar assim que ouviu as batidas na porta.

A sala, como estava se tornando costume, estava bagunçada, com todo tipo de coisa espalhada sobre a mesa, pilhas de livros e escritos aos montes por toda a parte, objetos mágicos repousando onde coubessem, um verdadeiro caos. Quíron estava recostado sobre sua cadeira de rodas, com um braço apoiado pelo cotovelo na escrivaninha, e esse sustentando a cabeça, que lia com atenção algum escrito.

Levantando os olhos, ele olhou severamente para o garoto, sem esboçar nada. Passou a mão pelo rosto, acariciando sua barba grisalha e finalmente sorriu. Seu rosto estava acabado, com o peso dos éons praticamente à mostra. Suspirou uma vez, acenando com a cabeça em sinal de respeito.

Jovem Jack, você está prestes a enfrentar um grande desafio. O Oráculo fez uma profecia, e você precisa cumpri-la. Irei poupar seu trabalho de visitá-lo e direi de uma forma simples o que você precisa fazer. Todos estamos muito ocupados e não há tempo a perder, quanto mais rápido você for, mais cedo poderá retornar para ajudar o Acampamento. – Discursou ele em tom solene, fazendo uma pausa para que o garoto absorvesse a importância do que faria. – Pois bem, você deve ir até Londres, na Inglaterra. Lá, você precisa entrar em Downing Street, nº 10. Creio que conhece esse endereço, caso contrário, irá conhecer – finalmente, o homem esboçou um sorriso maroto, como se soubesse que o garoto iria ter dificuldades para isso. – Você tem uma hora antes de partir. Argos estará esperando com o carro para te levar até o aeroporto. Arrume uma passagem para o voo mais próximo para Londres e vá para Downing Street. Boa sorte, semideus.

Assim, Quíron fez outro movimento de cabeça, dessa vez dispensando o garoto e voltou aos seus estudos e pesquisas quando o garoto saiu da sala, agora encarregado de uma missão que ele não sabia ao certo como concluir, pois não sabia basicamente nada sobre o que precisaria fazer.


2. Situação


Jack B. Collins
PV: 360/360
PM: 360/360
PR: 360/360

3. Off-Game


No seu primeiro post, gostaria que você narrasse o que estava fazendo quando o sátiro te encontrou e desenvolva um diálogo com ele (pode narrar as ações dele) e também narre o encontro com Quíron, mas não copie suas falas. Depois, diga o que foi fazer durante a uma hora que lhe foi dada e, por fim, o caminho até o aeroporto. Peço que pare a narração em algum momento onde já esteja dentro do aeroporto, mas antes de conseguir a passagem. Boa sorte!

-> 48 horas para postar a partir do meu post;
->Armas levadas, poderes ativos e passivos em spoiler, deixando em negrito os que estão em uso;
->Pet não é necessário, porém, se quiser levá-lo, deixá-lo em spoiler também (arrume um jeito on-game para colocá-lo no avião);
->Narre apenas suas ações. Sinta-se livre para descrever o ambiente em que se encontra;
->Essa missão expira em 01/06/2015 (off). Caso não seja concluída até então, será considerada falha;
->Dúvidas, críticas e/ou sugestões, possíveis problemas e etc, me contate via MP ou skype (ymargini).

M
i
s
s
ã
o

N
a
r
r
a
d
a
Deuses
Deuses
avatar
Eros
Título : Deus do Amor
Fama : O Amor era o mais selvagem de todos os monstros.


Ficha do personagem
PV:
100/100  (100/100)
PM:
100/100  (100/100)
PR:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Narrada Normal} Zona Fantasma Em Downing Street

Mensagem por Jack B. Collins em Ter Maio 12, 2015 6:49 pm

Partindo para a tarefa...

Duas semanas já se passaram desde que fui trazido ao acampamento, pelo jeito os deuses escolheram a pior hora para que eu fosse reclamado e entrasse no cotidiano de um semideus, já que enfrentávamos todos juntos uma estiagem sobrenatural e rigorosa. Como filhos de Hefesto, normalmente revezamos nosso tempo entre treinamentos como outros campistas e visitas constantes as forjas ou pontos onde precisam de nossa facilidade em construir coisas, por isso foi requisitada anteriormente minha presença na floresta para montar algumas armadilhas e cercar a zona de transição da mata fechada para as moradias, já que fora registrados ataques no lugar com maior frequência.

No momento que um sátiro chegou me convocando para estar com o Quíron, eu ajudava um irmão mais experiente a montar um aparato de alarma para qualquer ser que tivesse peso maior que os filhos de Ares que tradicionalmente são os mais pesados, assim teríamos noção quando alguma criatura de grande porte invadisse nosso acampamento. Deixei o final do serviço nas mãos de meu meio irmão e segui a criatura da natureza com pernas de bode que foi aos poucos me dando uma prévia de como seria o encontro, sabia que o centauro estava nervoso com cada notícia ruim que chegava, contudo isso não era novidade para nenhum meio sangue por ali.

- Você tem alguma ideia do que Quíron quer comigo? – Falei colocando as mãos nos bolsos do meu casaco escuro enquanto fitava ao redor a movimentação, nunca vira tantos adolescentes armados caminhando para todas as direções dessa forma.

- O Senhor Quíron tem recebido mensagens de muitos lugares, boatos de que os deuses estão fora de alcance são fortes por aqui, além disso, a estiagem não afeta apenas o acampamento.

- Acha então que serei mandado para resolver uma questão fora da barreira do Pinheiro?- Citei numa referência ao famoso ponto e também coluna central de uma barreira mágica que circunda todo o acampamento, feita quando uma filha de Zeus se sacrificou para salvar seus amigos.

- Tenho quase certeza, chegamos. Boa sorte Jack.

Meneei a cabeça positivamente enquanto o sátiro se afastava, com certeza tinha outras tarefas para executar enquanto eu teria mais uma conversa com o centauro que comanda o local. Não faz muitos dias que tive na Casa Grande, da última vez eu trazia comigo um colar escuro que controlara a mente de uma náiade e a fizera lutar de forma estranha e até macabra, um dos tantos indícios de que a seca sobrenatural tinha dedo de alguma divindade. Mesmo com o passar das noites a sala de Quíron ainda estava desorganizada, havia livros e papeis em todas balcões e mesas possíveis, com certeza sua sabedoria imortal era a todo o momento alimentada pelas suas leituras ininterruptas atrás de respostas plausíveis para os acontecimentos de Agosto. Quando bati na porta e me apresentei ao homem na cadeira de roda com semblante cansado e um pouco estressado, ele logo adiantou sua fala sobre o que eu deveria fazer.

Enquanto eu ficara ansioso e receoso sobre o que seria dito, o centauro falou sobre uma profecia que eu cumpria, fato que gerou um frio em minha espinha, depois disse que deveria visitar uma das residências mais famosas do mundo, o recinto do líder maior da Inglaterra na Downing Street, será que ele estava certo do endereço ou informação, afinal eu estava sendo mandado para um lugar fortemente seguro e politicamente um ícone da região britânica, será que tal missão estava sendo colocada nas mãos certas. Claro que certo temor de falhar veio a mente enquanto ele mencionava alguns detalhes sobre o tempo que tinha para encontrar Argos e pegar um voo, porém minha mente vagava sobre os tão poderosos e importantes semideuses que saíram para fazerem feitos incríveis, todos comentavam sobre os heróis que buscavam respostas para o que nem os deuses ousavam tentar ou pelo menos se fechavam para não interferir, a dúvida se o semideus certo era eu recaia a cada duas palavras de Quíron, ainda sim confie muito mais no julgamento do diretor de atividades que minhas habilidades.

Assim que liberado, fui direto ao meu chalé para pegar tudo que julguei ser necessário, coletei as moedas de ouro que consegui juntar após alguns trabalhos nas forjas, meu martelo mágico que escondi junto com uma muda de roupa em minha bolsa, coloquei as pulseiras  que eram também luvas feita do metal mágico usado por nós semideuses para matar as criaturas mitológicas e enquanto saia da minha morada, meu autômato de estimação e fiel ajudante pulou no meu ombro na sua forma mais cômoda inicialmente, um ratinho de bronze, para só então virar um cordão que poderia carregar comigo sem levantar suspeitas. Dessa forma, ainda questionando a mim mesmo eu dei passadas largas para o carro do homem dos tantos olhos para ser levado para meu destino.

A viagem foi bem calma e serena, muito por que Argos evitava falar e gerava uma dúvida se até em sua língua havia olhos, sempre conheci a história do guardião preferido de Hera que ao morrer teve seus tantos orbes oculares representados na cauda do belo pavão para que nunca fosse esquecida a lealdade do protetor, que agora serve ao acampamento mantendo tais princípios e funcionalidade. Enquanto a rodovia ia passando pela janela e a cidade ia se aproximando, não consegui relaxar muito, tentava montar um plano de como conseguir uma passagem e principalmente o que devera ser feito no endereço da residência do primeiro ministro, já que nem mesmo o centauro me adiantara muito, restringira a si mesmo de citar que deveria entrar, mas será que ele sabia algo mais e não disse ou apenas não tinha conhecimento? De uma forma ou outra eu ficava com medo de tal resposta. Quando saltei do automóvel e me misturei com tantos passageiros de aeronaves que iam e viam de diversos pontos do país e do mundo, fiz uma breve orações aos deuses olimpianos e em especial ao meu pai, mesmo afastados eu sei que ele estará olhando por mim.



itens & mascote:
• Ferramenta de Guerra [Bronze Celestial // Um martelo de forja que pode se transformar em um machado de guerra, ambos feitos puramente em bronze celestial. Possuem ambos a habilidade de aquecer sua cabeça para potencializar o dano e causar queimaduras, ou, para facilitar a arte da forja // Presente de reclamação de Hefesto].

• Luvas de Magma [Bronze Celestial // Luvas feitas em bronze celestial que protegem tanto as mãos quanto os antebraços ao serem ativadas. Quando em repouso, transformam-se em pulseiras. Possuem a habilidade de segurar, literalmente, qualquer substância, seja ela fogo, lava ou qualquer outra coisa, sem serem danificadas. Não são capazes de segurar magias lançadas, a menos que o level do inimigo seja muito inferior ao do filho de Hefesto // Presente de reclamação de Hefesto].

• Autômato  [Filhote // Nível 01 // 100 PV // 100 PR // 0 L // Atingem a forma que o semideus desejar, desde que não seja mitológica. Estruturas metálicas e resistentes. // Qualquer forma de ataque (morder, garras, voar, etc), menos mágico, elemental e mental // A boca do autômato abre e por ela sai um jato de fogo]
Habilidades Passivas:
[Nível 01] Físico Avantajado – Ferreiros são conhecidos pelo trabalho braçal incessável em sua forja, que obviamente faz com que os músculos se desenvolvam bastante. Sendo assim, os filhos de Hefesto possuirão força física muito maior que a de outros semideuses ou mortais, e apenas filhos de Ares ea guerreiros de Héracles conseguem se equiparar a isso. Na prática, golpes desarmados causam o mesmo dano que uma arma de contusão, golpes com armas causam dano com porcentagem alta para serem críticos, e carregar itens pesados (como armaduras ou outros) não causa redução em seus outros atributos como a velocidade e a destreza.


[Nível 03] Perícia em Armas – Hefesto é o deus das forjas, capaz de criar qualquer tipo de arma existente. Para isso, é necessário conhecê-las e entender o funcionamento de cada uma, e tal perícia é passada para a sua prole. Filhos do deus das forjas possuem uma perícia básica com qualquer arma que toquem (desde que esta seja uma arma comum, armas originais não se aplicam a isso). Não serão experts no uso de tais armas, mas terão conhecimento maior que qualquer mortal ou semideus com treinamento básico.


[Nível 05] Aliado do Fogo – Hefesto é o deus do fogo, e seus filhos costumam trabalhar constantemente em forjas, que são tomadas pelo calor e chamas. Graças à isso, tais semideuses desenvolvem resistência a qualquer tipo de fogo, calor extremo e mesmo o magma, de modo que estes terão danos diminuídos. O fogo também terá propriedades curativas para os filhos de Hefesto, proporcionando uma cura igual a 50 PV por turno que ficar em contato com as chamas, mas é uma via de mão dupla. O mesmo fogo que acolhe pode causar dano.


[Nível 06] Pirocinese – Os filhos de Hefesto desenvolvem a habilidade de criar e manipular somente as chamas laranjas, as comuns. No caso de manipulação do fogo existente, não existe limitação de quantidade. Para o fogo criado, inicialmente apenas chamas do tamanho das de uma tocha. No nível dez, poderão criar chamas equivalentes as de uma fogueira, e no quinze não existe limitações de tamanho. A pirocinese inclui dar formas ao fogo, sejam estas quais forem, e expandir chamas que não sejam criadas pelo filho de Hefesto.


[Nível 07] Resistência – Hefesto foi lançado diretamente do olimpo até o mundo mortal, e ainda assim a queda não foi capaz de matá-lo. Além disso, seus filhos estão acostumados com o trabalho duro das forjas, adquirindo resistência muito maior que a dos demais semideuses. Sua própria pele age como uma armadura, reduzindo danos de cortes em alguns por cento.


[Nível 09] Magnetocinese – Agora os filhos de Hefesto adquirem a capacidade de sentir qualquer metal, mesmo a quilômetros de distância e em qualquer direção e sentido, achando-os mesmo que estejam sob a terra. Eles sentem também qual é o metal, mesmo sem vê-los, e possuem a habilidade para controlar os metais.


[Nível 10] Tecnopatia – Filhos de Hefesto adquirem poderes relacionados a itens mecânicos e robóticos. São capazes de obter informações como seus pontos fracos, fortes e funcionamento de cada peça e engrenagem com apenas um toque.  Também possuem a capacidade natural para invadir sistemas tecnológicos, descobrindo falhas na defesa destes. No caso de autômatos, conseguem ‘conversar’ com estes, mesmo que não tenham inteligência, conseguindo informações e dando qualquer tipo de ordem, que deverá ser seguida obrigatoriamente (em caso de mascotes segue-se o sistema de lealdade).


[Nível 12] Tanque – Filhos de Hefesto possuem resistência e físico aprimorados, diminuindo a perda de PV e PR. Na prática, todo o dano recebido será reduzido em 20%.
Habilidades Ativas:
[Nível 02] Encantar – Os filhos de Hefesto conseguem encantar suas armas com o atributo fogo, potencializando o dano destas e adicionando dano elemental, desde que estejam em contato direto com tal arma – ou seja, se largarem a arma o fogo se dissipa.
Duração: 2 turnos.
Gasto: 20 PM por turno.
Evolução: Passa a poder encantar os itens só com o olhar, de modo a poder adicionar o fogo a armas de aliados.


[Nível 04] Absorção Metálica – Ao entrar em contato com qualquer tipo de metal, o filho de Hefesto pode fazer com que sua pele o absorva, criando uma espécie de segunda pele metálica que serve tanto para defesa quanto para potencializar os ataques. O metal pode cobrir no máximo um membro do semideus, e deve-se levar em consideração a quantidade absorvida. Não é possível cobrir todo o braço com o metal de uma adaga, por exemplo.
Duração: 3 turnos.
Gasto: 30 PM por turno.
Evolução: Passa a cobrir dois membros no máximo.


[Nível 08] Armadilha mecânica – É possível modificar um objeto mecânico ou tecnológico, de modo a transformá-lo em uma armadilha simples. Utilizando isso, pode-se fazer com que um item exploda ou gere cargas elétricas com um simples comando de voz. A forma de ativação do efeito deve ser clara, e o item só explodirá ou dará o choque quando esta for cumprida.
Gasto: 40 PM por objeto
Evolução: Passa a gerar explosões maiores e choques fortíssimos.


[Nível 10] Carga – Os filhos de Hefesto adquirem a capacidade de carregar um objeto com massa não muito grande – no máximo vinte quilos – com energia cinética, fazendo com que este exploda alguns segundos depois. A explosão cobre um raio de cinco metros. A intensidade da explosão não é o bastante para matar, mas pode causar danos moderados.
Gasto: 60 PM.
Evolução: A explosão passa a atingir um raio de oito metros e causar danos mais severos e pode ser gerada apenas com a mente, sem precisar de toque.


[Nível 11] Levitar – Utilizando a magnetocinese para repelir os metais tectônicos responsáveis pela gravidade, o filho de Hefesto consegue se elevar no ar por no máximo dez metros, e deslocar-se nesse estado. No entanto, o deslocamento é feito de maneira lenta, sendo que nesse estado o semideus se locomove no máximo com a mesma velocidade de uma caminhada.
Gasto: 40 PM por turno.
Evolução: A levitação passa a ser mais rápida, atingindo a velocidade de uma corrida.


[Nível 13] Ferrugem – Através do toque, o filho de Hefesto consegue enferrujar qualquer metal, seja dos itens do oponente ou mesmo de objetos mundanos. Dessa forma, o item perde parte de sua funcionalidade (uma espada causa menos dano e uma armadura não protege completamente os ataques, por exemplo). Não afeta bronze celestial, por se tratar de um metal divino.
Gasto: 60 PM.
Evolução: Consegue fazer com que o item perca sua funcionalidade por completo.

♦ Son of Hephaestus♦ @ CG
Progênie de Hefesto
Progênie de Hefesto
avatar
Jack B. Collins
Título : Indefinido

Ficha do personagem
PV:
360/360  (360/360)
PM:
360/360  (360/360)
PR:
360/360  (360/360)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Narrada Normal} Zona Fantasma Em Downing Street

Mensagem por Eros em Qua Maio 13, 2015 12:46 am

1. Narração


Cheio de dúvidas e sem saber se realmente era a melhor escolha para cumprir um desafio da qual ele mesmo pouco sabia, o garoto se encontrava no aeroporto, pronto para enfrentar seu primeiro desafio: Conseguir uma passagem para Londres. Estava totalmente sozinho e não possuía nenhum documento que comprovasse sua idade ou se poderia realmente viajar sozinho. Apesar do físico avantajado, o garoto possuía uma aparência jovial, e isso com certeza causaria dúvidas quanto à idade dele.

Pessoas iam e vinham à sua volta, grande parte falando em inglês, mas aquele era um aeroporto internacional, então o filho de Hefesto podia ver pessoas de todos os lugares falando diferentes dialetos, dos quais ele raramente conseguia identificar. Um grande letreiro que ficava mudando constantemente de informações indicava que um voo para Londres sairia em uma hora e meia, e que o garoto tinha meia hora para poder conseguir uma passagem – se essas não acabassem antes de ele conseguir uma primeiro.

Estava em um impasse e precisaria ser esperto para conseguir concluir esse primeiro desafio, que já parecia impossível dadas as condições em que ele se encontrava.


2. Situação


Jack B. Collins
PV: 360/360
PM: 360/360
PR: 360/360

3. Off-Game


Nada muito importante acontecendo, esse post é um primeiro teste que criei para você resolver. Está livre para interagir com NPCs, desde que o faça de forma sutil e sem interferir nas decisões que eu posso ou não fazer. Ex. Pode narrar uma conversa com algum turista, porém, não pode afirmar que conseguiu a passagem, isso quem decide sou eu. Dependendo de como se sair, pode já parar em Londres, ficar preso no aeroporto por mais algum tempo ou ter alguma surpresa (boa ou ruim). Também decidirei isso. Boa sorte!

-> 48 horas para postar a partir do meu post;
->Armas levadas, poderes ativos e passivos em spoiler, deixando em negrito os que estão em uso;
->Pet não é necessário, porém, se quiser levá-lo, deixá-lo em spoiler também (arrume um jeito on-game para colocá-lo no avião);
->Narre apenas suas ações. Sinta-se livre para descrever o ambiente em que se encontra;
->Essa missão expira em 01/06/2015 (off). Caso não seja concluída até então, será considerada falha;
->Dúvidas, críticas e/ou sugestões, possíveis problemas e etc, me contate via MP ou skype (ymargini).

M
i
s
s
ã
o

N
a
r
r
a
d
a
Deuses
Deuses
avatar
Eros
Título : Deus do Amor
Fama : O Amor era o mais selvagem de todos os monstros.


Ficha do personagem
PV:
100/100  (100/100)
PM:
100/100  (100/100)
PR:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Narrada Normal} Zona Fantasma Em Downing Street

Mensagem por Jack B. Collins em Qua Maio 13, 2015 7:42 pm

como conseguir a passagem???

Pelo jeito todo o dia o movimento dentro do aeroporto de Nova York era muito mais acelerado que o próprio centro comercial, ou será que era igual? Havia pessoas falando mais línguas que eu conseguia imaginar, havia barulhos diferentes como das reclamações de atrasos, os aviões com suas potentes turbinas ou os diálogos rotineiros de viajantes que tinham como endereço todos os pontos desse mundo, só que um ponto em específico, um aeroporto em Londres era o meu objetivo, só que conseguir embarcar era o problema.

Sem um documento eu não conseguiria comprar ou embarcar sem uma permissão oficial, só que havia um tempo curto para conseguir a bilhete já que o voo sairia em uma hora e meia e pelo menos uma hora era restrito ao check in. Minha única chance era tentar falar com os tantos turistas que andavam pelo local, minha intensão era falar com eles que era um adolescente britânico numa excursão escolar que infelizmente perdeu o voo e não tem dinheiro para retornar, que se alguns deles tivesse condição de ajudar eu poderia trocar o favor com uma ajuda em qualquer objeto tecnológico com problema de uso tentando insinuar que sou um tipo de nerd da computação, quando na verdade uma habilidade inerente a mim que agia em relação a sistemas desse jeito, conseguia verificar erros e entender o funcionamento tanto mecânico como de software, quem sabe alguém aceitaria essa troca de favores.


Caso não desse eu estaria a mercê da sorte ou da ajuda divina para executar uma tarefa importante em Londres.

itens e mascote:
• Ferramenta de Guerra [Bronze Celestial // Um martelo de forja que pode se transformar em um machado de guerra, ambos feitos puramente em bronze celestial. Possuem ambos a habilidade de aquecer sua cabeça para potencializar o dano e causar queimaduras, ou, para facilitar a arte da forja // Presente de reclamação de Hefesto].

• Luvas de Magma [Bronze Celestial // Luvas feitas em bronze celestial que protegem tanto as mãos quanto os antebraços ao serem ativadas. Quando em repouso, transformam-se em pulseiras. Possuem a habilidade de segurar, literalmente, qualquer substância, seja ela fogo, lava ou qualquer outra coisa, sem serem danificadas. Não são capazes de segurar magias lançadas, a menos que o level do inimigo seja muito inferior ao do filho de Hefesto // Presente de reclamação de Hefesto].

• Autômato  [Filhote // Nível 01 // 100 PV // 100 PR // 0 L // Atingem a forma que o semideus desejar, desde que não seja mitológica. Estruturas metálicas e resistentes. // Qualquer forma de ataque (morder, garras, voar, etc), menos mágico, elemental e mental // A boca do autômato abre e por ela sai um jato de fogo]
poderes passivos:
[Nível 01] Físico Avantajado – Ferreiros são conhecidos pelo trabalho braçal incessável em sua forja, que obviamente faz com que os músculos se desenvolvam bastante. Sendo assim, os filhos de Hefesto possuirão força física muito maior que a de outros semideuses ou mortais, e apenas filhos de Ares ea guerreiros de Héracles conseguem se equiparar a isso. Na prática, golpes desarmados causam o mesmo dano que uma arma de contusão, golpes com armas causam dano com porcentagem alta para serem críticos, e carregar itens pesados (como armaduras ou outros) não causa redução em seus outros atributos como a velocidade e a destreza.


[Nível 03] Perícia em Armas – Hefesto é o deus das forjas, capaz de criar qualquer tipo de arma existente. Para isso, é necessário conhecê-las e entender o funcionamento de cada uma, e tal perícia é passada para a sua prole. Filhos do deus das forjas possuem uma perícia básica com qualquer arma que toquem (desde que esta seja uma arma comum, armas originais não se aplicam a isso). Não serão experts no uso de tais armas, mas terão conhecimento maior que qualquer mortal ou semideus com treinamento básico.


[Nível 05] Aliado do Fogo – Hefesto é o deus do fogo, e seus filhos costumam trabalhar constantemente em forjas, que são tomadas pelo calor e chamas. Graças à isso, tais semideuses desenvolvem resistência a qualquer tipo de fogo, calor extremo e mesmo o magma, de modo que estes terão danos diminuídos. O fogo também terá propriedades curativas para os filhos de Hefesto, proporcionando uma cura igual a 50 PV por turno que ficar em contato com as chamas, mas é uma via de mão dupla. O mesmo fogo que acolhe pode causar dano.


[Nível 06] Pirocinese – Os filhos de Hefesto desenvolvem a habilidade de criar e manipular somente as chamas laranjas, as comuns. No caso de manipulação do fogo existente, não existe limitação de quantidade. Para o fogo criado, inicialmente apenas chamas do tamanho das de uma tocha. No nível dez, poderão criar chamas equivalentes as de uma fogueira, e no quinze não existe limitações de tamanho. A pirocinese inclui dar formas ao fogo, sejam estas quais forem, e expandir chamas que não sejam criadas pelo filho de Hefesto.


[Nível 07] Resistência – Hefesto foi lançado diretamente do olimpo até o mundo mortal, e ainda assim a queda não foi capaz de matá-lo. Além disso, seus filhos estão acostumados com o trabalho duro das forjas, adquirindo resistência muito maior que a dos demais semideuses. Sua própria pele age como uma armadura, reduzindo danos de cortes em alguns por cento.


[Nível 09] Magnetocinese – Agora os filhos de Hefesto adquirem a capacidade de sentir qualquer metal, mesmo a quilômetros de distância e em qualquer direção e sentido, achando-os mesmo que estejam sob a terra. Eles sentem também qual é o metal, mesmo sem vê-los, e possuem a habilidade para controlar os metais.


[Nível 10] Tecnopatia – Filhos de Hefesto adquirem poderes relacionados a itens mecânicos e robóticos. São capazes de obter informações como seus pontos fracos, fortes e funcionamento de cada peça e engrenagem com apenas um toque.  Também possuem a capacidade natural para invadir sistemas tecnológicos, descobrindo falhas na defesa destes. No caso de autômatos, conseguem ‘conversar’ com estes, mesmo que não tenham inteligência, conseguindo informações e dando qualquer tipo de ordem, que deverá ser seguida obrigatoriamente (em caso de mascotes segue-se o sistema de lealdade).


[Nível 12] Tanque – Filhos de Hefesto possuem resistência e físico aprimorados, diminuindo a perda de PV e PR. Na prática, todo o dano recebido será reduzido em 20%.
poderes ativos:
[Nível 02] Encantar – Os filhos de Hefesto conseguem encantar suas armas com o atributo fogo, potencializando o dano destas e adicionando dano elemental, desde que estejam em contato direto com tal arma – ou seja, se largarem a arma o fogo se dissipa.
Duração: 2 turnos.
Gasto: 20 PM por turno.
Evolução: Passa a poder encantar os itens só com o olhar, de modo a poder adicionar o fogo a armas de aliados.


[Nível 04] Absorção Metálica – Ao entrar em contato com qualquer tipo de metal, o filho de Hefesto pode fazer com que sua pele o absorva, criando uma espécie de segunda pele metálica que serve tanto para defesa quanto para potencializar os ataques. O metal pode cobrir no máximo um membro do semideus, e deve-se levar em consideração a quantidade absorvida. Não é possível cobrir todo o braço com o metal de uma adaga, por exemplo.
Duração: 3 turnos.
Gasto: 30 PM por turno.
Evolução: Passa a cobrir dois membros no máximo.


[Nível 08] Armadilha mecânica – É possível modificar um objeto mecânico ou tecnológico, de modo a transformá-lo em uma armadilha simples. Utilizando isso, pode-se fazer com que um item exploda ou gere cargas elétricas com um simples comando de voz. A forma de ativação do efeito deve ser clara, e o item só explodirá ou dará o choque quando esta for cumprida.
Gasto: 40 PM por objeto
Evolução: Passa a gerar explosões maiores e choques fortíssimos.


[Nível 10] Carga – Os filhos de Hefesto adquirem a capacidade de carregar um objeto com massa não muito grande – no máximo vinte quilos – com energia cinética, fazendo com que este exploda alguns segundos depois. A explosão cobre um raio de cinco metros. A intensidade da explosão não é o bastante para matar, mas pode causar danos moderados.
Gasto: 60 PM.
Evolução: A explosão passa a atingir um raio de oito metros e causar danos mais severos e pode ser gerada apenas com a mente, sem precisar de toque.


[Nível 11] Levitar – Utilizando a magnetocinese para repelir os metais tectônicos responsáveis pela gravidade, o filho de Hefesto consegue se elevar no ar por no máximo dez metros, e deslocar-se nesse estado. No entanto, o deslocamento é feito de maneira lenta, sendo que nesse estado o semideus se locomove no máximo com a mesma velocidade de uma caminhada.
Gasto: 40 PM por turno.
Evolução: A levitação passa a ser mais rápida, atingindo a velocidade de uma corrida.


[Nível 13] Ferrugem – Através do toque, o filho de Hefesto consegue enferrujar qualquer metal, seja dos itens do oponente ou mesmo de objetos mundanos. Dessa forma, o item perde parte de sua funcionalidade (uma espada causa menos dano e uma armadura não protege completamente os ataques, por exemplo). Não afeta bronze celestial, por se tratar de um metal divino.
Gasto: 60 PM.
Evolução: Consegue fazer com que o item perca sua funcionalidade por completo.
♦ Son of Hephaestus♦ @ CG
Progênie de Hefesto
Progênie de Hefesto
avatar
Jack B. Collins
Título : Indefinido

Ficha do personagem
PV:
360/360  (360/360)
PM:
360/360  (360/360)
PR:
360/360  (360/360)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Narrada Normal} Zona Fantasma Em Downing Street

Mensagem por Eros em Qua Maio 13, 2015 9:41 pm

1. Narração


Era um verdadeiro desafio para o garoto conseguir uma passagem, simplesmente impossível dobrar algum atendente para que ele conseguisse a passagem, mas talvez pudesse dobrar um turista. Ele olhava para todas as pessoas que passavam, muitas delas simplesmente ignoravam o filho de Hefesto, como se fosse apenas um garoto indo de encontro aos pais, outras poucas olhavam para ele durante, no máximo, dois segundos e continuavam seu caminho, a maioria garotas estrangeiras que chegavam de viagem.

Uma garota de mais ou menos dezenove anos sorriu para ele enquanto passava, indo em direção à uma cafeteria. Mantinha os cabelos castanhos que iam até a metade das costas presos em um rabo de cavalo impecável, que combinava perfeitamente com o terninho cor de chumbo com riscas de giz que usava e os saltos pretos. Jack não estava certo, mas pensou que, por um momento, enquanto a garota sorria, seus olhos castanhos brilharam intensamente na cor verde, coisa que durou menos de um segundo.

Ela não tinha malas e não carregava uma mala de mão, parecia muito mais uma funcionária do que algum turista, mas não tinha nenhum crachá e, enquanto tomava seu café, com cuidado para não deixar uma marca de batom rosado na porcelana branca, continuava a observar o garoto. Definitivamente, ela gostaria que ele se aproximasse.


2. Situação


Jack B. Collins
PV: 360/360
PM: 360/360
PR: 360/360

3. Off-Game


Bom, sua sorte está lançada. Você pode simplesmente ignorar a garota e continuar procurando um jeito de conseguir uma passagem, ou ir até lá. Você não faz ideia de quem a garota seja, e ela não parece te conhecer também, você não sabe suas intensões para com você, só sabe que ela está deixando implícito que quer que você se aproxime. Boa sorte!

-> 48 horas para postar a partir do meu post;
->Armas levadas, poderes ativos e passivos em spoiler, deixando em negrito os que estão em uso;
->Pet não é necessário, porém, se quiser levá-lo, deixá-lo em spoiler também (arrume um jeito on-game para colocá-lo no avião);
->Narre apenas suas ações. Sinta-se livre para descrever o ambiente em que se encontra;
->Essa missão expira em 01/06/2015 (off). Caso não seja concluída até então, será considerada falha;
->Dúvidas, críticas e/ou sugestões, possíveis problemas e etc, me contate via MP ou skype (ymargini).

M
i
s
s
ã
o

N
a
r
r
a
d
a
Deuses
Deuses
avatar
Eros
Título : Deus do Amor
Fama : O Amor era o mais selvagem de todos os monstros.


Ficha do personagem
PV:
100/100  (100/100)
PM:
100/100  (100/100)
PR:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Missão Narrada Normal} Zona Fantasma Em Downing Street

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum