{Trama Pessoal} Thief

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

{Trama Pessoal} Thief

Mensagem por Alicia Blanchett em Qui Abr 16, 2015 4:33 pm




A Friendly Game



Alicia acordou com uma sacudida. Alguém balançava seu braço. Abrindo os olhos, ainda sonolenta, tentou identificar quem era a criatura que ousava interromper seu momento de descanso e quem viu lhe fez soltar um suspiro cansado. Harry Hoyt, o irmão/monitor mais insuportável do mundo. – O que você quer comigo? Me deixa! – Resmungou, puxando o travesseiro para esconder o rosto. Isso não impediu o rapaz de continuar a lhe cutucar. – Você tem que levantar, querida. Larga de ser preguiçosa! São apenas 3 da manhã! – Murmurou ele, e mesmo com os olhos tapados a filha de Atena sabia que ele sorria.

Tirando o travesseiro do rosto, ela o encarou cética. – Eu tenho?! A não ser que Quíron em pessoa tenha me chamado, continuarei aqui, querido. – Reclamou com ironia, voltando a cobrir o rosto. Desta vez, o som da voz do irmão soou mais perto de sua orelha e bem mais sério que a primeira vez. – É por isso que estou aqui, sis.

Depois disso, Blanchett se levantou. Enquanto andava apressada pelo quarto para se vestir, Harry ia contando o que tinha acontecido. Aparentemente, um dos suvenir dos campistas guardados no porão havia sido roubado. O item era poderoso, além de trazer memórias sobre dois campistas especiais para o centauro, por isso deviam agir com rapidez. Sim, deviam. A missão fora passada para Harry, já que ele era o monitor do chalé, e ele chamava Alicia para lhe acompanhar. Duas pessoas fariam o trabalho com mais eficiência. Ela vestiu Swan Queen; pegou Yin e Yang, colocando cada um dos anéis em um dos polegares da mão e por fim, o Colar Mental, lado a lado com o Amuleto Mágico em volta de seu pescoço. O ponto de encontro para o início da missão era a Casa Grande. Examinariam o porão atrás de alguma evidência de quem havia cometido o crime.

~~~~


Seus passos largos e apressados logo lhe levaram até o quartel-general do acampamento. Tentou ser o mais rápida possível, parando apenas para cumprimentar Logan, um de seus conhecidos da época de indefinida, que seguia no caminho oposto. Quíron havia se trancado em seu escritório para resolver alguns assuntos relacionados à estiagem após falar com Hoyt, por isso não tinha como interrogar o diretor de atividades. Teria que se virar com as informações que recebeu do centauro. Passou direto, então, subindo as escadarias o mais silenciosamente que conseguia. Pelas brechas da cortina, reparou que o sol ainda não apareceu. E pelo que supunha, não tinham muito tempo. Quer dizer, se você rouba um item interessante de algum lugar, você tem: a) um motivo para roubar uma criatura imortal. b) razões para não continuar vivendo lá.

A porta entreaberta do porão lhe indicou que Harry já estava em serviço. Deu uma leve batida, para indicar sua presença, enquanto entrava no cômodo. Tinha visitado o lugar apenas uma vez e pôde perceber que ali não era sinônimo de arrumação. Diversos itens perigosos estavam espalhados por toda parte, como uma verdadeira coleção mágica. – Encontrou alguma coisa? – Perguntou Alicia, observando o irmão abaixado ao lado de uma mesa repleta de objetos. Harry tinha cabelos loiros de altura logo após as orelhas, olhos verdes gentis e divertidos e um corpo magro. Quem o visse, nunca diria o exímio esgrimista que era. Negando com a cabeça, ele deu um suspiro. Eram poucas as vezes que o via naquele estado de preocupação. – Nada ainda. –

Franzindo a testa de concentração, Blanchett começou a vascular o local junto com ele. Evitava tocar nos itens; não fazia ideia do que aqueles objetos aparentemente inofensivos poderiam causar. Ficaram ali, em silêncio por vários minutos, cada um imerso em sua própria busca. Via bolas, cartas, armas dos mais diversos tipos, todas etiquetadas com o semideus que o colocou ali e onde o encontrou, mas nada que levantasse suspeitas. Por fim, decidiu se informar melhor do ocorrido. – O que foi roubado? Eu não consigo notar a ausência de nada aqui. E por que Quíron escolheu você para essa missão? Digo, não somos especialistas em roubo.

Hoyt não demorou para responder. Ergueu-se para olhá-la e foi logo falando. – Roubaram o lenço de Afrodite. – Antes que ela pudesse perguntar, ele continuou: – Dois semideuses bem populares por aqui pegaram esse lenço depois de um encontro com a deusa em pessoa. Dizem que só esse pedaço de tecido emana uma aura tão forte quanto as da prole de Afrodite. Isso permite ao usuário um poder de persuasão muito poderoso. – Ele fez uma pausa, enquanto afastava uma caixa cheia de bugigangas. – E  ele me escolheu por que estava com ele no momento do roubo. Ele não queria confiar a outra pessoa essa missão, por que todos são suspeitos agora. Aquilo fez Alicia estreitar os olhos. – Então por que eu estou aqui?! – Com um dar nos ombros, ele respondeu como se aquilo fosse a coisa mais simples do mundo. – Mentalistas são bons.

A filha de Atena estava prestes a recrutar, dizendo que poderia muito bem ser uma má pessoa quando algo chamou sua atenção. Um objeto brilhante que pareceu ser pego por um feche de luz. – Acho que encontrei alguma coisa. – Chamou, inclinando-se para alcançar o brilho prateado. Ela o pegou, erguendo o objeto para ter uma melhor visão e viu que era um anel. Mas não era um anel comum: era feito de bronze celestial e não havia nenhuma etiqueta. Harry logo aproximou-se para olhar o achado da irmã. – Isso é um anel de reclamação. – Disse Alicia, fitando o irmão. – Eu reconheço essas serpentes nele. – Hoyt acenou em concordância, informando também ter reconhecido o objeto. Agora, sabia por que não poderia confiar em outros semideuses. Se Blanchett fosse roubada, pediria ajuda aos rapazes de Hermes. Por quê? Se alguém sabia como roubar alguém, eram eles. E agora, alguém do chalé 11 estava honrando seu estereótipo. Aquele era um anel de reclamação do deus dos ladrões.

~~~~


O passo lógico seria ir até o chalé 11 e procurar pelo dono do anel. Mas nenhum dos dois fez isso ou sequer falou esse pensamento em voz alta. Era uma investigação; uma revista completa em todos os vários membros de lá seria como gritar em um megafone no anfiteatro lotado. Tinham que ser cautelosos. – E agora? – Perguntou Blanchett, inquieta pelo silêncio que estavam. Harry deu nos ombros, pensativo. – Temos que descobrir quem perdeu o anel. Só não sei como fazer isso sem chamar atenção. –

– Não tem ninguém do chalé confiável para investigar? Eu poderia perguntar ao Logan se... – Alicia interrompeu-se no meio da fala, sua expressão surpresa. Poderia ter se batido ali mesmo se Harry não tivesse lhe chamado.   – Se o quê? – Perguntou o rapaz, cruzando os braços em um gesto de desentendimento. – Quando eu estava vindo para cá, eu vi o Logan voltando para o chalé! Logan é o filho de Hermes que te falei, aquele que me ajudou na adaptação! E ele tinha um anel idêntico a esse! –

Com um salto, Harry começou a andar de um lado para o outro. Quando isso acontecia, era por que ele estava calculando as probabilidades das coisas darem errado. Essa era uma mania dele: tudo era decidido nas probabilidades. Foi por isso que ele a derrubou do cavalo sem um pingo de remorso. As chances dela ter algum ferimento grave na queda eram poucas. Quando parou, à frente da garota, ele tinha um ar mais sério ainda. – Hora de fazer uma visita ao Logan. Boa, sis.

~~~~


O plano deles era simples. Eles foram juntos até a área dos chalés, observando que já se aproximava das cinco horas da manhã. Lá, Harry iria se esconder na lateral chalé de Hefesto a moradia da prole de Hermes. Alicia, que conhecia o rapaz bem melhor que o irmão, iria até lá procurar por ele. Quando Logan aparecesse, ela procuraria pelo anel e se não o visse, atrairia o moreno até o filho de Atena. Assim, o interrogatório teria início.

Se despedindo dele com um até logo, a mentalista observou o irmão se esconder nas parreiras que cercavam o chalé 12 e avançou. Não precisou de mais de três batidas para que alguém aparecesse. Pelo que se lembrava, muitos ficavam a noite inteira acordada jogando vídeo games às escondidas. – Olá! Estou procurando pelo Logan. Você o viu? – Perguntou Alicia, com um sorriso simpático à semideusa que abriu a porta. Ela pareceu pensar por alguns instantes antes de negar com a cabeça. – Ele não está aqui. Quer dizer, ele estava aqui há tipo, uns 15 minutos, mas saiu.

Aquilo preocupou a jovem. Por qual razão Logan teria deixado o chalé à essa hora? Por mais que dissesse para se mesma que tudo aquilo deveria ser um engano, que o filho de Hermes era inocente, as evidências contra ele estavam se acumulando. – Ele disse para onde ia? Antes que a menina pudesse responder, um outro progênie do deus mensageiro apareceu, com um sorriso malandro. – Ele falou que ia encontrar com alguém na praia. Esse alguém é você? Por que seria uma pena te ter como cunhada e não como namorada. – Respondeu o garoto, cruzando os braços, como se tentasse ser sensual. Com um sorriso falso, ela negou com a cabeça, sentindo desprezo pela cantada dele. – Sinto muito para ambos, mas tenho namorado. Obrigada pela informação.

Não esperou muito tempo. Saiu da varanda apressada, dando as costas para os dois semideuses. Mal tinha se aproximado do chalé 12 e Harry surgiu, com os olhos estreitos. – O que aconteceu? – Blanchett não perdeu tempo. Segurou a mão do irmão e foi o conduzindo em direção ao mar. Navios podiam ser vistos dali. Se você sabia onde encontrar o acampamento, aquela seria a melhor forma de tirar algum objeto dali sem deixar rastros. – Ele está na praia, vamos!

~~~~


Quando chegaram no local, o sol já surgia, dando ao seu azulado faixas amareladas. Embora não tivesse problemas com visão noturna, era aconchegante ver a luz solar. Algo lhe dizia que as coisas estavam para ficar complicadas. O local estava vazio. A brisa gelada vinda do mar poderia lhe fazer sentir frio se não estivesse usando sua jaqueta. Encontrar Logan, porém, foi mais fácil do que ela esperava. Ele estava parado próximo as ondas, seu rosto virado para o mar. Assim que o viu, a mentalista tocou o braço do irmão, apontando para o rapaz. Colocando o braço à frente dela, ele lhe fitou com preocupação. ”Eu vou primeiro. Não quero que se machuque.” Pensou ele e Alicia escutou, aceitando mesmo que contrariada. Desde que se tornara serva de Psiquê, Harry a ajudava no treinamento dos poderes. Para se precaver, ativou Swan Queen. Diminuindo os passos, ela deixou que o loiro tomasse as rédeas de sua missão, avançando. – Ei, Logan! Estou procurando por você! – Chamou o filho de Atena, tentando agir naturalmente.

Isso não teve muito efeito. Quando o filho de Hermes se virou, tanto Hoyt quanto Blanchett puderam ver o lenço de Afrodite em suas mãos. O rosto dele se contorceu de raiva e ele assobiou. Harry não esperou para ver o que aquilo significava. Ativou o Anel da Guerra, presente de reclamação de Atena, como uma espada longa e avançou. Logan puxou uma espada da bainha e eles iniciaram uma luta. – Bloody Hell! – Exclamou a mentalista, enquanto corria em direção aos dois. Mas antes que chegasse lá, viu que a armadilha para Harry já havia sido feita. Ainda durante a luta, o filho de Hermes fez um aceno com a mão e uma adaga que estava enfiada na areia apareceu como um raio e cravou-se nas costas do filho de Atena. Ele soltou um urro de dor e caiu, próximo à água.

– HARRY! – Gritou ela, momentaneamente se esquecendo de Logan. Estava a alguns passos do irmão, quando um tipo de vibração a fez perder o equilíbrio e cair ajoelhada. Virou o olhar para o filho de Hermes e viu que ele entrava no mar. Alguns metros à frente, um jet-ski o esperava. A distância entre os dois não era muita. Tinha no máximo 4 metros. Ativou suas duas adagas: Yin, que estava em sua mão direita e Yin, em sua mão esquerda. Ainda de joelhos, moveu o corpo para melhor se posicionar e ativou a invisibilidade da adaga negra. Com rapidez e precisão, lançou Yang, a que estava invisível, no rapaz. Suas habilidades, instigadas pelo instinto de proteção eram ainda maiores e sua telecinese manipulava o objeto ainda no ar para atingir o adversário. Pode ver o sangue cair quando a lâmina penetrou o corpo dele, mesmo que não ouvisse o grito. Quase que simultaneamente, uma fumaça azulada a envolveu e Alicia se teletransportou para as costas do rapaz.

Logan a esperava. Assim que ela surgiu atrás de si, a espada dele segurada por ambas as mãos lhe golpeou com força a lateral do tórax direito, na altura das costelas. Gemeu de dor, mas nem isso lhe fez parar. Aproveitando a brecha que ele abriu em sua defesa, enfiou Yang no peito dele. Graças a suas leituras sobre anatomia, sabia muito bem onde o coração se localizava: e foi naquele exato ponto que sua lâmina o penetrou.

Por alguns segundos, tudo parou. A espada do rapaz caiu na água e seu olhar espantado foi a arma sendo retirada de seu corpo para a expressão furiosa no rosto da ruiva. Tudo tinha acontecido tão rápido que ela nem havia pensado. Simplesmente agira por vingança. – Eu... Eu não... Queria... – Murmurou o rapaz, a dor tomando conta de seus olhos, o ar faltando se seus pulmões.

Quando o choque dela se foi, ela entendeu o que tinha feito. Segurou o corpo do rapaz, que ia desfalecendo em seus braços. A água estava quase no quadril dela, por isso arrastá-lo para fora dali não foi um problema. Seu tórax doía, mas a armadura lhe protegera do corte. Ganharia no máximo uma costela lascada. Inconscientemente, seu Amuleto Mágico foi ativado. Puxando-o pela camisa, o deixando de costas para o mar, numa tentativa de impedir seu afogamento ela o colocou na areia, seu olhar desesperado. Nessa altura, Logan não mais se mexia. – Não, não, não... – Murmurava para si mesma, inclinando o corpo para colocar a orelha perto do peito do filho de Hermes, para ver se ele ainda respirava. Nada. Levando ambas as mãos para o peito dele, tentou fazer uma massagem cardíaca. Como devia se esperar, falhou miseravelmente. Na verdade, só conseguiu se banhar no sangue dele, que sujou suas mãos e antebraço ao ser expulsa de seu peito. – Fuck! Oh, my God... –

– Ali... – A voz de Harry foi o que lhe tirou de seu transe de ressuscitação. Tinha esquecido do irmão. Virando-se para ele, o viu deitado. Esqueceu como se respirava, ao se levantar afobada e correr até ele, se jogando ao seu lado. O monitor estava consciente, mas parecia fraco demais para ela. – Harry... Harry, fala comigo. – Chamou, examinando o loiro com o olhar. Para seu alívio, a adaga não parecia ter perfurado muito. Para seu desespero, uma pequena poça de sangue começava a se formar. Olhando para os lados, ela fez a única coisa que conseguiu pensar: gritou por ajuda. – SOCORRO! ELE FOI FERIDO! PRECISA IR ATÉ A ENFERMARIA AGORA! –

Pela primeira vez na vida, ficou feliz em ver uma filha de Afrodite vestida em seu extravagante biquíni. Ela exclamou surpresa ao ver os dois rapazes e saiu correndo de volta, chamando por ajuda. A mão do irmão segurou com firmeza seu braço, a fazendo lhe fitar. – Você conseguiu o lenço? – Questionou ele, com um leve sorriso. Blanchett acenou em confirmação. Tanto suas armas quanto sua couraça estavam desativadas. Não precisaria mais delas. – Boa garota. Não se preocupe, vou ficar bem. – Disse ele, sua voz bem mais rouca que o normal.

A filha de Atena o aninhou com cuidado em seu colo, com um sorriso aliviado e tenso ao mesmo tempo. – Eu sei... Não será uma adaga qualquer que derrubará Harry Hoyt... - Falou carinhosamente, afastando os cabelos do rosto dele. Ele assentiu, enquanto ao longe a filha de Afrodite retornava para assistir a cena. Mais atrás, os campistas se aproximavam aos montes para ver o que havia acontecido. – Isso é verdade...

~~~~


Porém, queria Alicia estar atenta ao seu redor. Só assim, teria reparado que aquela loira com a aura da beleza estava na praia bem antes de sua “chegada” misteriosa e prestativa. Quisera ela saber disso, antes de ter matado um inocente.


Extras:
Explicações:
Então, essa vai ser a primeira missão da trama da Alicia. Essa é meio que o gatilho da história dela, em um meio período entre a entrada no subgrupo e a missão futura com Psiquê.

O primeiro NPC e o mais importante nas histórias dela é o Harry Hoyt. Meio-irmão, filho de Atena e já que não há ninguém como monitor on-game, coloquei ele. Os dois são bem chegados um ao outro, sempre juntos, o que explica ele a ter convidado para a missão e a preocupação descomunal dela por ele.

O último parágrafo é um spoiler para o futuro da trama. Se você perceber, desde o começo há furos demais para um roubo feito por um filho de Hermes. Foi tudo um plano de incriminação nesse Logan. Se ele roubou? Sim. Se ele queria? Aí já é outra história :v

Enfim, essa aqui foi apenas a introdução. A filha de Afrodite citada vai ser muito importante futuramente. Actually, filhos de Afrodite tem persuasão, né? ~será?~ Não fiz muita coisa e como desejo apenas upar e 3 missões pra ir na trama, sejam legais <3

O colar Amuleto foi ativo, caso não tenha notado, então recuperem meus PM’s, please. E peço que levem em conta o Colar Mental e os gastos reduzidos na hora de contar tudo.
Equipamentos:
• Colar Mental [Bronze Celestial // Um colar forjado em bronze celestial com um pingente de borboleta. Enquanto está sendo usado diminui o gasto de PM do Mentalista pela metade, além de lhe oferecer proteção mental, tanto para invasões como para influências. É preciso estar com o colar para usar poderes passivos do respectivo grupo // Presente de iniciação dos Mentalistas de Psique].

• Amuleto Mágico [Colar // Prata e Esmeralda // Um amuleto encantado por filhos de Hécate e feiticeiros de Circe e vendidos para loja de itens do acampamento, curam 200 PM e 150 PR uma vez por evento/missão/treino // Loja do Acampamento]

• Swan Queen [Couraça // Fibra de Carbono e Prata // Jaqueta de couro preta com o desenho de um cisne coroado dourado nas costas. Transforma-se em uma couraça de fibra de carbono feita sob medida para Alicia Blanchett. Em delicadas linhas de prata, está entalhado um elmo à frente de duas lanças cruzadas em alusão ao Caça Bandeira. // Forjado por Edward Quinn]

• Yin [Adaga // Prata Negra// Baseada em armas do mesmo tipo usadas na era medieval, a adaga possui vinte e cinco centímetros e é feita inteiramente de prata, pintada para assumir um tom negro. Seu cabo é revestido de couro, e a lâmina nunca perde seu brilho. Quando a dona desejar, tem a habilidade de se transformar em um anel feito com a mesma prata tingida, além de voltar magicamente para o seu dedo sempre que perdido. Possui ainda um encantamento que dá invisibilidade à arma quando ativado, deixando-a nesse estado por dois turnos. A lâmina é envenenada, possuindo o efeito de tirar 10 pontos de PM por turno de um inimigo atingido. O efeito é cumulativo, ou seja, acertar dois golpes faz com que a queda de PM vá pra 20 por turno. Adaga gêmea de Yang.// Forjado por Edward Quinn]

• Yang [Adaga // Prata // Baseada em armas do mesmo tipo usadas na era medieval, a adaga possui vinte e cinco centímetros e é feita inteiramente de prata. Seu cabo é revestido de couro, e a lâmina nunca perde seu brilho. Quando a dona desejar, tem a habilidade de se transformar em um anel também de prata, além de voltar magicamente para o seu dedo sempre que perdido. Possui ainda um encantamento que faz com que a arma brilhe intensamente quando ativado, podendo servir de iluminação e mesmo deixar o inimigo cego, a depender de como utilizado. A lâmina possui veneno de dracaena, com o efeito de tirar 5 pontos de PV por turno de um inimigo atingido. O efeito é cumulativo, ou seja, acertar dois golpes faz com que a queda de PV vá pra 10 por turno. Adaga gêmea de Yin.// Forjado por Edward Quinn]
Poderes:
Passivos:
Habilidade de treinos: [TREINOS SIMULAÇÃO] Reflexos Aprimorados

Atena


[Nível 01] Perícia com Armamentos – Os filhos de Atena sabe usar muito bem qualquer tipo de armamento de combate que lhe seja apresentado, como escudos, armas e armaduras, mesmo sem nunca ter tocado em um.

[Nível 03] Sabedoria Superior – Os filhos de Atena leem muito, por sua insaciável curiosidade e paixão por livros e conhecimento. Assim, possuem exímias noções sobre qualquer tipo de matéria, como linguística, física, química, arquitetura, além de outros ramos.

[Nível 06] Combate Sábio – Os filhos de Atena, além de manejar bem qualquer tipo de armamento, será o diferencial em batalhas, podendo ter respostas imediatas à qualquer tipo de arma, como se fosse treinado há muito tempo com elas.

[Nível 17] Respeito – A presença do filho de Atena impõe respeito por si só, impedindo assim de que qualquer inimigo faça a primeira ofensiva, isso caberá sempre ao filho de Atena.

[Nível 19] Boa Causa – O filho de Atena, ao lutar protegendo algo ou alguém, terá o próprio dano dobrado e corta o dano recebido pela metade.

Psiquê


[Nível 05] Telepatia Iniciante – O mentalista poderá escutar pensamentos de qualquer um em um raio de 500m, mas poderá decidir quem escutar ou bloquear, impedindo assim que leve a loucura ficar tão imerso ao pensamento dos demais.

[Nível 10] Memória Fotográfica – O mentalista tem uma memória fotográfica impressionante, tudo que ler, ver ou escutar ficará preso a sua mente por muito tempo, dificilmente esquecerá algo.
Ativos:
[Nível 05] Telecinese iniciante – O mentalista consegue mover objetos não muito pesados, quanto mais leves forem, mais rápida será a levitação.
Gasto: 20 PM.

[Nível 15] Teletransporte iniciante – Capacidade de transportar o corpo para uma distância de 5 metros. Tem que ter em mente o local para onde vai, pois se for teletransportar-se sem saber para exatamente o local, pode ficar preso em uma parede ou objeto e morrer automaticamente. O tempo do teletransporte pode durar de 5 a 10 segundos, ou seja, o tempo em que você desaparece e reaparece.
Gasto: 70 PM.
Poderes de Logan:
[Nível 10] Lei Hermética: Vibração – Uma das leis herméticas, relacionadas a Hermes, é a lei da vibração, que enuncia: "nada está parado, tudo se move, tudo vibra".  Assim sendo, os filhos de Hermes conseguem criar uma onda vibracional que pode derrubar inimigos pequenos (anões, por exemplo) e desestabilizar médios (tamanho humano). Não afeta edifícios e construções.

[Nível 11] Telecinese – O filho de Hermes terá capacidade de levitar e atrair objetos para si, desde que pequenos. Essa habilidade é decorrente da fama ladina do deus e a de cleptomaníaco dos  seus filhos.
Gasto: 20 PM.
Evolução: Poderá atrair e levitar objetos medianos.

[Nível 13] Hermes Trimegisto: O Viajante – Os egípcios acreditavam que Hermes era "Três Vezes Grande", com três facetas, e por isso lhe deram a alcunha de Trimegisto. A primeira, O Viajante, dará ao filho de Hermes a capacidade de invocar um meio de viagem - um navio, um avião, um carro, enfim -, podendo levar aliados em suas viagens.
Gasto: 80 PM por turno.
Evolução: O veículo invocado terá o necessário para funcionar sozinho, então o barco já virá com tripulação, o avião com piloto, o carro com motorista, etc.

~Roubado de alguém~



And nothing will separate us!...

All rights to Ghost
Mentalistas de Psiquê
Mentalistas de Psiquê
avatar
Alicia Blanchett
Título : Novato
Fama : Guardião

Idade : 24

Ficha do personagem
PV:
740/740  (740/740)
PM:
740/740  (740/740)
PR:
740/740  (740/740)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: {Trama Pessoal} Thief

Mensagem por Gaia em Seg Abr 20, 2015 10:23 pm

1. Avaliação

Uma missão trama muito interessante e incrível sua capacidade de manter o leitor interessado até o final, com o gostinho de “quero mais”. No entanto, encontrei alguns erros, que levaram aos descontos na pontuação. Primeiramente, quero ressaltar a falta de uma batalha mais longa e envolvente, além disso, você foi muito certeira, abusando demais dos conhecimentos de Alicia, quando até mesmo não possui uma mira boa para atingir a adaga no local exato em uma distância de 4 metros. Tudo bem que ela usou o poder de telecinese para guiar a arma até o local, mas ainda assim, precisava de um impulso inicial na direção certa, para que tivesse a concentração exata para aplicar e guiar a arma de modo que tivesse impulso e assim fincasse. Imagina se não houvesse o impulso certo, com toda certeza a arma não perfuraria, porque seria “levitada” de mal jeito. Entende? No mais, encontrei alguns erros de português, que não são relevantes, mas demonstram a falta de revisão (algo que não irei descontar).

Faltou também algumas descrições como: Você pegou o lenço? Quando? O que fez com ele? Você se perdeu tanto na própria narração, nos pensamentos de sua personagem, que esqueceu de uma ação importante, que só então retomou no final dela, o que deixou meio perdido o objetivo principal da missão.

2. Recompensa

Coerência Textual: 50/50
Coerência Batalhas: 35/50
Gramática/Português: 20/20
Enredo/Criatividade: 45/60
Objetividade: 10/20
Total: 160 XP + 80 dracmas.

2.1 Fama


• Missão concluída com sucesso: +2 pontos de fama (glória)

• Ato de resgatar o lenço: +1 pontos de fama (glória se o player devolver o lenço, terror se o player ficar com o lenço para si, favor esclarecer isso por MP)
Os: Se o players ficar com o lenço, o mesmo não será atualizado de fato em seu arsenal, será como se não tivesse efeito em on, poderá ser usado para fins de interpretação como se fosse roubado de si por um outro alguém ou guardado em um cofre

• Matar semideus do acampamento: -3 de fama. (Terror)

Obs: Será atualizada a fama após enviar por MP os esclarecimentos do player.


2. Condição do Semideus

PV: 500/520
PR: 520/520 *recuperado via amuleto*
PM: 520/520 *recuperado via amuleto*
Condição Física: Corte superficial, porém ainda sangrando, no tórax direito.

a
v
a
l
i
a
ç
ã
o

Deuses
Deuses
avatar
Gaia

Ficha do personagem
PV:
100/100  (100/100)
PM:
100/100  (100/100)
PR:
100/100  (100/100)

Ver perfil do usuário http://thaliastree.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum